Diário de São Paulo
Siga-nos
eleições

PT confirma candidatura de Haddad ao governo de SP

Anúncio foi feito na convenção do partido, que acontece na Assembleia Legislativa de São Paulo na manhã deste sábado (23).

Político foi prefeito da capital paulista de 2012 a 2016 - imagem: reprodução Instagram @fernandahaddadoficial
Político foi prefeito da capital paulista de 2012 a 2016 - imagem: reprodução Instagram @fernandahaddadoficial

Publicado em 23/07/2022, às 16h32 Fernanda Viana


O Partido dos Trabalhadores (PT) confirmou neste sábado (23), em um evento na Assembleia Legislativa do Estado (Alesp), a candidatura do ex-prefeito Fernanda Haddad para governador do estado de São Paulo.

Sua chapa ainda não possui nenhuma indicação de candidato a vice, mas Haddad acredita que até o final da semana vem um nome seja anunciado.

"Estamos conversando com seis partidos que compõem essa coalizão inédita, pessoas com grande experiência e desejo de ajudar a sair o país da crise em que ele se encontra", disse Haddad neste sábado.

A convenção também aprovou a indicação de Márcio França (PSB) - que psaiu da disputa ao governo do estado no dia 8 - como candidato ao Senado pela chapa com o PT. 

O PSB faz parte da Federação Brasil da Esperança, junto com PT, PV e PCdoB, até o momento. O PT também negocia a entrada do Psol, que irá anunciar no próximo sábado (30) sua decisão.

Geraldo Alckmin (PSB) também esteve presente no evento junto com sua esposa, Maria Lúcia Alckmin, e falou sobre a disputa à vice-presidência na chapa com Lula. 

"Todos os partidos aqui da frente, nós temos uma grande responsabilidade. A eleição nacional passa por São Paulo, não só pelo tamanho do estado, que tem quase um quarto do eleitorado brasileiro, mas porque São Paulo é uma caixa de ressonância, o que acontece aqui ressoa no Brasil inteiro", disse Alckmin.

Haddad chegou também a comentar sobre a disputa nacional e da chapa formada por Lula e Alckmin. "Não há uma pessoa que possa compor chapa hoje com o Lula melhor que Geraldo Alckmin, não há no Brasil. Uma pessoa com experiência, compromisso democrático. E o fato de ter sido adversário do Lula durante o período democrático só o engrandece", afirmou Haddad.

Segundo a última pesquisa Datafolha, de 30 de junho, o ex-prefeito liderava com 34%. 

Compartilhe