Diário de São Paulo
Siga-nos
Anestesista preso

Anestesista preso: vídeo da paciente sendo estuprada durante parto tem 1h30 de duração

Justiça do Rio de Janeiro tornou Giovanni Bezerra réu pelo estupro e caso já possui seis denúncias

Giovanni Bezerra foi flagrado pela equipe de enfermagem após suspeitas em seu comportamento - Imagem: reprodução Instagram @giovanniquintellabezerra
Giovanni Bezerra foi flagrado pela equipe de enfermagem após suspeitas em seu comportamento - Imagem: reprodução Instagram @giovanniquintellabezerra

Publicado em 18/07/2022, às 15h28 Fernanda Viana


O vídeo completo que mostra o anestesista Giovanni Bezerra estuprando uma paciente durante o parto tem uma hora e meia de duração e só foi visto pela equipe de enfermagem após o procedimento.

Na madrugada da última segunda-feira (11), o anestesista foi preso após ser flagrado pela equipe do plantão de enfermagem que, já desconfiados pela conduta de Bezerra, estuprando uma paciente durante o parto. O time implantou um celular escondido com visão para a mesa de cirurgia.

O crime aconteceu no fim da operação, com o acompanhante já fora da sala de parto e a equipe médica ocupada com os procedimentos finais. Além dessa cesárea, Giovanni participou de mais três operações no domingo (10).

Na sexta-feira (15), a Justiça do Rio aceitou a denúncia do Ministério Público e tornou Bezerra réu. A Polícia Civil do Rio de Janeiro está analisando mais de 30 pacientes que já foram atendidas por ele para identificar outras possíveis vítimas.

Em depoimento, uma das mulheres relatou ter sentido um "gosto muito ruim na boca" após voltar de uma cesárea em que Giovanni estava presente.

Compartilhe