Diário de São Paulo
Siga-nos
Urgente!

ATENÇÃO: nova publicação nas redes indica que bolsonaristas planejam novo ato golpista para hoje

Um dos banners que foi compartilhado nas redes sociais afirma que as manifestações serão "pela retomada do poder"

ATENÇÃO: bolsonaristas planejam novo ato golpista para hoje - Imagem: reprodução redes sociais / Reprodução | Marcello Camargo - ABr via Grupo Bom Dia
ATENÇÃO: bolsonaristas planejam novo ato golpista para hoje - Imagem: reprodução redes sociais / Reprodução | Marcello Camargo - ABr via Grupo Bom Dia

Vitória Tedeschi Publicado em 11/01/2023, às 16h00


Após a depredação das sedes dos três poderes da República, em Brasília, no último domingo (8) e da prisão de 1,5 mil extremistas apoiadores do ex-presidente Jair Messias Bolsonaro (PL), circula nas redes bolsonaristas uma convocação para novas manifestações golpistas, marcadas para esta quarta-feira (11), em todas as capitais do país.

Um dos banners de convocação para as manifestações, divulgado nas redes sociais, afirma que os atos serão "pela retomada do poder" e promete que será "gigante". Na imagem também estão indicados os locais em cada uma das capitais para a reunião de apoiadores extremistas (confira na imagem em destaque).

Em Brasília, o local marcado é a Esplanada dos Ministérios, que voltou a ser aberta na última terça-feira (10). Já em São Paulo, a reunião deve ocorrer na Avenida Paulista e no Rio de Janeiro (RJ) na Praia de Copacabana. Todas as manifestações estão marcadas para iniciar às 18h.

banner-convocacao-ato-bolsonarista
O banner foi divulgado em diversas redes sociais bolsonaristas e convoca apoiadores para esta quarta-feira (11) / Imagem: reprodução redes sociais

Alexandre de Moraes se manifesta

De acordo com o Extra, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), proibiu a interrupção ou "embaraço" à liberdade de trânsito em todo o território nacional. A medida atende a um pedido apresentado pela Advocacia-Geral da União (AGU), que apontou o risco de novas realizações de atos golpistas.

Na decisão, Moraes determinou que as autoridades de segurança pública de todas as capitais "tomem medidas efetivas para garantir a liberdade de tráfego e impedir a concentração de pessoas" em locais em que foram convocadas manifestações.

Quem descumprir a determinação estará sujeito à prisão em flagrante, além de um multa de R$ 20 mil, para pessoas físicas, ou de R$ 100 mil, para pessoas jurídicas que participarem de alguma forma.

Compartilhe  

últimas notícias