Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Colunistas

Com a pandemia, cresce a procura por residenciais para idosos

Publicado

em

Com a pandemia, cresce a procura por residenciais para idosos

Cada vez mais brasileiros estão se dando conta de que estes residenciais oferecem diversos benefícios para esse público

 

Os dados coletados no último censo feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) não deixam dúvidas de que a população está envelhecendo. Eles revelam que nossa expectativa de vida aumentou em três meses nos últimos anos, chegando a 73,1 para os homens e 80,1 para as mulheres e que o número atual de idosos no país soma 37,7 milhões. A tendência de crescimento dessa faixa etária vem se mantendo e a quantidade de pessoas com mais de 60 anos já é superior a de nove anos de idade. Além disso, foi feita uma projeção que indicou que em 2060 a turma com mais de 65 anos chegará a 58,2 milhões, triplicando de tamanho, e que neste ano o Brasil terá mais idosos do que jovens.

Com a pandemia, cresce a procura por residenciais para idosos

Essa parte dos brasileiros foi uma das que mais sofreu com a chegada do coronavírus, pois teve que ficar isolada e, muitas vezes, sem a assistência necessária. Diante desse cenário, muitas famílias brasileiras aderiram a uma realidade que já é comum nos Estados Unidos e na Europa, a chamada institucionalização dos idosos. Isso significa que se deram conta de que é melhor que eles permaneçam em locais com todo o apoio emocional e profissional e segurança necessários, ao invés de ficarem em casa correndo o risco de depressão e quedas, entre outros.

No Residencial Sociedade Beneficente Alemã (SBA), na capital paulista, foi possível notar essa mudança na comparação entre os dados de janeiro a setembro de 2020 e o mesmo período de 2021. Houve um crescimento de 30% no número de novas admissões, 40% no número de interessados em um residencial para idosos e 75% no número de casais indo morar no SBA. Sorte de todas essas pessoas que poderão contar com uma área de 27mil m² em meio à natureza, com centro de reabilitação completo, área social e apoio de equipe médica e multidisciplinar com profissionais como fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, farmacêuticos, enfermeiros, assistentes sociais e capelão, para oferecer todos os cuidados necessários para os idosos e seus parentes 24 horas por dia, 7 dias por semana.

O Gerente Geral da Sociedade Beneficente Alemã, Thomas Polisaitis ressalta que, “o advento da pandemia do Covid-19 fez com que o Residencial SBA se reinventasse quanto à forma de atender e cuidar. Tivemos que nos adaptar e recriar as estratégias de atuação, explorando junto aos nossos colaboradores todas suas habilidades produtivas, profissionais e pessoais. Hoje estamos muito melhor preparados para atender de forma ainda mais humanizada as famílias e os idosos que nos procuram.”

 

___________________

Por Thomas Polisaitis – Administrador de empresas, tendo atuado mais de 20 anos como Diretor Administrativo e Financeiro no segmento educacional. Há mais de 8 anos ocupa a posição de Gerente Geral da Sociedade Beneficente Alemã – SBA.

 

mais lidas