Diário de São Paulo
Siga-nos

Filipe Ret é investigado por “open maconha” em seu aniversário de 38 anos

Imagem Filipe Ret é investigado por “open maconha” em seu aniversário de 38 anos

Publicado em 30/06/2022, às 00h00 - Atualizado às 20h02 Redação


Na última quinta-feira (23), Filipe Ret, rapper, em comemoração de seu aniversário que aconteceu no Vivo Rio, na Zona Sul do Rio de Janeiro, divulgou fotos em suas redes sociais do que pareciam ser cigarros de maconha em um balde e passou a ser investigado pela polícia por tráfico de drogas.

A informação sobre o inquérito que foi aberto no último sábado (25), pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), foi publicada pelo jornal O Dia.

O evento contou com a presença de nomes como Jade Picon, Douglas Silva, Pedro Scooby, Paulo André e Ronaldo Fenômeno, que podem ser intimados a depor, já que a droga estava sendo distribuída para todos os convidados da festa.

As imagens do aniversário do cantor viralizaram nas redes sociais, com pessoas afirmando que o evento era “open beck”, em referência ao termo “open bar”. Ou seja, a droga seria gratuita e ilimitada.

No ano passado, o cantor lançou na Califórnia a Ret Kush, sua marca própria de maconha. O mercado de cannabis é legalizado no estado norte-americano.

Já no Brasil, o crime de tráfico de drogas está previsto no artigo 33 da Lei 11.343 de 2006, que descreve diversas condutas que caracterizam o ilícito, proibindo qualquer tipo de venda, compra, produção, armazenamento, entrega ou fornecimento, mesmo que gratuito, de drogas sem autorização ou em desconformidade com a legislação pertinente.

Compartilhe