Diário de São Paulo
Siga-nos
Crime

Corpo encontrado em Joinville é identificado e revela crime chocante; saiba mais

O cadáver já estava em estado avançado de decomposição

Desaparecida desde maio, a vítima residia no município de Balneário Piçarras - Imagem: reprodução Aconteceu em Joinville
Desaparecida desde maio, a vítima residia no município de Balneário Piçarras - Imagem: reprodução Aconteceu em Joinville

Publicado em 16/07/2022, às 20h51 Vitória Tedeschi


No final da tarde da última quinta-feira (14), o corpo de uma mulher foi encontrado em estado avançado de decomposição na Estrada Fazenda, no bairro Pirabeiraba, em Joinville. Uma pessoa que passava pelo local, por volta das 20h, acionou a Polícia Militar após se deparar com a cena.

De acordo com a PM, o cadáver estava próximo a uma curva e lombada presente na via, como estava em estado de decomposição, não foi possível reconhecer a vítima no momento da ocorrência, apenas foi identificado que trata-se de uma mulher.

No entanto, na última sexta-feira (15), de acordo com o portal Aconteceu em Joinville, os exames periciais conduzidos pelo Instituto Médico Legal apontaram que a vítima era Débora Custódio Arruda, de 57, que estava desaparecida desde o início de maio. 

O crime:

Vista pela última vez no dia 5 de maio, em um supermercado na cidade de Piçarras, a vítima estava comprando comida para doar para três moradores de rua quando resolveu dar carona para um andarilho em seu VW/Crossfox. 

Os andarilhos que receberam carona de Débora foram localizados e chamados para depor no caso. Durante depoimento, um homem informou que estava ingerindo bebida alcoólica e entorpecentes, quando começou a estrangular a vítima dentro de seu carro. 

Sem comprovações ou informações de mais testemunhas, o homem informou que na realidade era marido de Débora e que ela estava dormindo sob efeito de medicamentos. Ele ainda detalhou que se livrou do corpo às margens da BR-101, em Joinville, quando todos os passageiros desceram.

Compartilhe