Diário de São Paulo
Siga-nos
Bolsa Família

São Paulo tem maior repasse federal do Bolsa Família: R$ 1,7 bilhão para atender 2,5 milhões de famílias

O programa tem início ainda nesta segunda-feira (20) e este mês teve o maior valor médio da história

Bolsa Família em março tem maior valor médio da história; São Paulo tem maior repasse federal - Imagem: reprodução Governo do Piauí
Bolsa Família em março tem maior valor médio da história; São Paulo tem maior repasse federal - Imagem: reprodução Governo do Piauí

Vitória Tedeschi Publicado em 20/03/2023, às 12h21


O governo federal começa a pagar, nesta segunda-feira (20), o novo Bolsa Família, reformulado após a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). São Paulo é o estado com maior valor de repasse do novo Bolsa Família em março: R$ 1,7 bilhão para atender 2,5 milhões de famílias.

O valor médio pago em São Paulo, cidade que reúne o maior número de beneficiários no estado, a cada beneficiário é de R$ 675,12, um recorde na história do programa de transferência de renda do Governo Federal para o estado.

No total, são 705.215 famílias que recebem um valor médio de R$ 660,19, a partir de um investimento de R$ 465 milhões na capital paulista. Outros seis municípios reúnem mais de 40 mil beneficiários no estado: Guarulhos (110.509), Campinas (65.953), São José dos Campos (46.318), Osasco (46.196), São Bernardo do Campo (42.287) e Santo André (40.419).

programa-bolsa-familia-valores

O programa é dirigido às famílias vulneráveis de baixa renda em situação de pobreza e de extrema pobreza / Imagem: reprodução Governo Federal

Além de São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro compõem os três estados com maior número de beneficiários do Bolsa Família em março.

Em sua nova versão, o Bolsa Família assegura o repasse mínimo de R$ 600 e traz como principal novidade o Benefício Primeira Infância, que garante um adicional de R$ 150 a cada criança entre 0 e 6 anos na composição familiar (confira acima).

Vale citar, que do total repassado a São Paulo, R$ 176,1 milhões são voltados para o pagamento do Benefício Primeira Infância, que chega a 1,18 milhão de crianças de até seis anos no estado.

De acordo com o Governo, são 8,9 milhões de meninos e meninas nessa faixa etária, e um investimento federal de R$ 1,3 bilhão. A base de dados de março registra, ainda, que 17,2 milhões das famílias têm como responsável uma mulher: 81,2% do total.

Marcos históricos do Bolsa Família

Março, o primeiro mês do calendário de pagamentos do novo Bolsa Família, estabelece dois marcos inéditos na história dos programas de transferência de renda do Governo Federal.

O primeiro, um total de 21,1 milhões de famílias receberá um valor médio de R$ 670,33, o maior já registrado. E o segundo, os mais de R$ 14 bilhões de investimento representam o recorde mensal do programa.

Compartilhe  

últimas notícias