Diário de São Paulo
Siga-nos

Maquiadora expõe cliente após sofrer ‘golpe do Pix’ e faz alerta: “Ela já é famosa por isso aqui na cidade”

Imagem Maquiadora expõe cliente após sofrer ‘golpe do Pix’ e faz alerta: “Ela já é famosa por isso aqui na cidade”

Publicado em 01/07/2022, às 00h00 - Atualizado às 17h36 Redação


Lívia Brigolini vive em Conselheiro Lafaiete (MG) e é maquiadora e influenciadora digital. A profissional resolveu expor, em um post no TikTok, um golpe que sofreu de uma cliente envolvendo um falso pagamento, o que chamou de “golpe do Pix”.

Após a publicação, Lívia descobriu que outros profissionais também sofreram com um tipo de lesão semelhante e com a mesma pessoa.

Para Lívia, o golpe começou quando recebeu essa cliente em seu salão dia 31 de maio. “Nunca levei calotes de outras pessoas, mas ela já é famosa por isso aqui na cidade. Já abriram boletim de ocorrência e ninguém resolve. Acaba que o assunto não espalha, porque ela finge que nada acontece, segue a vida, e ninguém tem coragem de fazer nada”, explicou Lívia no post do TikTok.

A profissional disse que não notou na hora, porque acreditou que a moça tinha pago por Pix e ido embora. Porém, ela só notou no dia seguinte que não tinha o valor na conta.

O comprovante enviado pela cliente era apenas uma captura de tela e não um PDF – como costuma ser o recibo emitido em transações por Pix.

Lívia resolveu publicar o relato, com a imagem da mulher que aplicou o golpe, uma semana depois do ocorrido. Porque após notar que não tinha recebido o valor, ela ainda insistiu em cobrar pelo serviço várias vezes, mas não teve sucesso.

@abrigolini

uma cliente me pagou com pix falso e eu expus ela em todas as redes sociais. #fy

♬ som original – Lívia Brigolini

Em entrevista ao UOL, a profissional disse perceber um padrão: que a mulher só investe golpes em profissionais da mesma área como estética, donos de lojas ou bares.

“São pessoas que estão correndo em atendimento e não conseguem conferir na hora (o recebimento). Ela coloca o valor em evidência e, para quem está correndo contra o tempo para atender outras pessoas, o print já é suficiente”, comentou.

A jovem compartilhou, durante a entrevista, que recebeu mais de 30 relatos sobre ações semelhantes da cliente com outros profissionais.

Após a repercussão do caso, Lívia recebeu mensagens da cliente para consertar o que tinha feito com ela. Além de pagar pelo serviço, ela deu até dinheiro a mais pedindo pela remoção do post.

Segundo a profissional, depois de muita insistência, ela apagou a publicação. Mas fez um novo vídeo, sem expor a imagem da cliente – contando o que aconteceu. Atualmente, o post tem cerca de 2 milhões de visualizações no TikTok e mais de 800 comentários.

Compartilhe