Diário de São Paulo
Siga-nos

Anitta revela diagnóstico de doença e cirurgia de última hora

Na noite da última quinta-feira (7), Anitta assustou os fãs ao revelar que precisará passar por uma cirurgia de última hora.

Imagem Anitta revela diagnóstico de doença e cirurgia de última hora

Publicado em 08/07/2022, às 00h00 - Atualizado às 12h38 Redação


Na noite da última quinta-feira (7), Anitta assustou os fãs ao revelar que precisará passar por uma cirurgia de última hora. Porém, logo em seguida a cantora explicou que foi diagnosticada com endometriose depois de nove anos sentindo dores após o ato sexual e durante o período menstrual.

Ela iniciou uma longa conversa com os fãs, para conversar sobre a doença que afeta 190 milhões de mulheres no mundo e 7 milhões, somente no Brasil, segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A cantora lembrou que comentou em alguma entrevista que sofria de cistite de lua de mel terrível e, sempre que tinha relações sexuais com alguém que tinha o pênis com tamanho acima da média “não tinha condições nem de andar no dia seguinte”. Na época, vários portais fizeram matérias sobre a importância de manter a higiene, usar preservativo, urinar após a relação e beber muita água. 

No entanto, apesar de Anitta tomar todos esses cuidados continuava sofrendo com as dores. Foi quando a Dra. Ludhmila Hajjar, médica responsável pelo tratamento de seu pai Mauro Machado — que sofreu um AVC e teve câncer – desconfiou e descobriu que o verdadeiro motivo para os incômodos eram relacionados à endometriose. 

“Ela (A médica) fez meu milionésimo exame e pela milionésima vez… NÃO TEM BACTÉRIA. Nunca teve em nenhum dos exames. A doutora, fez na mesma hora uma ressonância em mim e estava lá. ENDOMETRIOSE. No dia seguinte ela me levou em um especialista em endometriose. Fizemos os outros exames necessários para ter certeza e aí está”, escreveu.

Em resposta a um fã, ela contou que não vai poder fazer esforço por um mês após a cirurgia e que precisou cancelar vários compromissos. “Mas era isso ou morrer de dor não só depois do ato mas também quando menstrua. Precisávamos agir rápido. 9 anos nesse sofrimento”. 

A fim de comunicar os fãs e conscientizar as pessoas sobre a doença, Anitta iniciou uma conversa no Twitter sobre endometriose / Imagem: reprodução Twitter @anitta

O que é endometriose?

De acordo com o portal Gineco.com.br, endometriose é uma doença caracterizada pela presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga. 

Todos os meses, o endométrio fica mais espesso, para que um óvulo fecundado possa se implantar nele. Quando não há gravidez, no final do ciclo ele descama e é expelido na menstruação. Uma das teorias para explicar o aparecimento de endometriose é que um pouco desse sangue migra no sentido oposto e cai nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. 

De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose, entre 10% a 15% de mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) podem desenvolvê-la e há 30% de chance de que fiquem estéreis.

Compartilhe