Diário de São Paulo
Siga-nos
Futebol europeu

Após sofrer muitas críticas, Messi começa sua 2º temporada no PSG e fala de planos para o futuro

O jogador argentino não fez uma boa temporada de estreia no clube francês

Jogador argentino Lionel Messi - Imagem: Reprodução/Facebook
Jogador argentino Lionel Messi - Imagem: Reprodução/Facebook

Publicado em 20/07/2022, às 14h43 Mateus Omena


Lionel Messi, 35, começa nesta semana sua segunda temporada no Paris Saint-Germain (PSG) com expectativas de ótimas performances, depois de enfrentar muitas críticas em relação ao seu desempenho no período anterior.

Agora, o jogador argentino se empenha para contribuir para a evolução do time francês nos próximos campeonatos, além de afastar a tese de que está em declínio. Para isso, Messi quer realizar o sonho de ganhar a Copa do Mundo pela Argentina e dar ao PSG o título da Liga dos Campeões da Europa.

Apesar de ser considerado um dos melhores jogadores da história do futebol, Lionel Messitambém não foi bem visto pelos torcedores do clube francês, em razão de sua primeira temporada ter sido decepcionante.

Messi continua sendo lembrado pelo seu brilhantismo durante a temporada no Barcelona. Ele espera recuperar essa garra a partir de seu primeiro jogo nesta quarta-feira (20) no Japão, entre o PSG e o Kawasaki Frontale.

O argentino tem contrato com o PSG apenas até a metade de 2023. Ele corre contra o tempo para deixar sua marca no clube antes do fim da temporada. Contudo, o PSG já planeja oferecer a ele uma renovação do contrato, informou o Marca.

Segundo o jornal, Messi prefere esperar o fim da Copa do Mundo deste ano, que será disputada no Qatar, para tomar uma decisão sobre seu futuro no clube. A competição global será a última da carreira do argentino.

Por outro lado, os dirigentes do PSG acreditam que Messi ainda pode render e reconhecem o prestígio que o argentino ainda tem fora de campo e o retorno financeiro que ele trás ao clube. Por exemplo, ele foi o jogador que mais vendeu camisas do PSG na temporada passada.

Na última temporada, Messi disputou 34 jogos com o PSG, marcando 11 gols e distribuindo 14 assistências para seus companheiros, além de ter levantado a taça da Ligue 1. Mesmo assim, os críticos afirmam que ele não mostrou regularidade, o que traz uma expectativa baixa para o seu rendimento para esta nova temporada.

O novo treinador do time, Christophe Galtier, também terá a missão de encaixar Messiao lado de Kylian Mbappé e Neymar. Uma tarefa que seu antecessor, Mauricio Pochettino, não não foi bem sucedido.

Compartilhe