Diário de São Paulo
Siga-nos
Um ano sem Marília

Marília Mendonça: um ano após sua morte, cantora segue viva em 'todos os cantos'

O legado da 'Rainha da Sofrência' permanece presente no coração dos fãs

Marília Mendonça é conhecida como 'Eterna Rainha da Sofrência' - Imagem: reprodução Instagram
Marília Mendonça é conhecida como 'Eterna Rainha da Sofrência' - Imagem: reprodução Instagram

Manoela Cardozo Publicado em 05/11/2022, às 08h43


Há exatamente um ano, a voz de Marília Mendonça se calou. Chocando e entristecendo o Brasil inteiro, a cantora faleceu preconcemente aos 26 anos, no dia 05 de novembro de 2021, vítima de um acidente aéreo.

Até mesmo quem não era fã da sertaneja sentiu o baque de sua morte. A partida de alguém tão jovem, tão cheia de vida e com tantos sonhos a realizar deixou um vazio inexplicável no coração dos brasileiros.

Nas redes, havia um consenso: Marília Mendonça ainda tinha muita coisa a dizer através de sua música. Com uma voz potente, marcante e única, a 'Rainha da Sofrência' era capaz de transmitir as mais diferentes emoções através de seu trabalho.

Marília cantava com a mesma emoção para a mulher que foi amante, para a que foi traída e para a que traiu. Com suas músicas, a artista representava aquela mulher que fazia de tudo para manter seu relacionamento e se humilhava para não perder a pessoa amada, mas também representava a mulher que dava um basta na relação, priorizando a si mesma.

Marília Mendonça sempre foi a artista do povo. Desde o início de sua carreira, a estrela do sertanejo fez questão de priorizar o público de todas as maneiras que conseguia. Desta forma, um dos grandes marcos de sua vida artística foi o projeto 'Todos Os Cantos'. A 'turnê' foi idealizada como uma espécie de presente aos fãs da cantora, que a acompanharam desde o começo. 

O que tornou tudo ainda mais especial e grandioso foi a forma como Marília decidiu que o projeto funcionaria. O 'Todo os Cantos' foi pensado para absolutamente todos os fãs e, por isso, a artista chegava às cidades para fazer um show gratuito de surpresa.

Com seu jeitinho, Marília Mendonça foi contra uma questão muito comum dentro do mundo sertanejo: o alto preço dos shows cobrados pelos artistas. No entanto, ainda em 2019, a estrela já havia comentado sobre o assunto sem papas na língua.

A determinação, graciosidade, esforço, cuidado, criatividade e talento de Marília Mendoça a transformaram em uma das maiores artistas da história da música brasileira. Sua morte foi sentida pela população como se quem estivesse partindo fosse alguém muito próximo, talvez até mesmo alguém da família.

Neste sábado (05), o nome da artista se tornou o assunto mais comentado no Twitter, dia em que se completa um ano da trágica morte dela. Até as 9h40 haviam quase 63 mil menções ao nome da 'Rainha da Sofrência'.

Fãs lotaram a rede social com postagens de fotos da cantora, trechos de músicas e lindas mensagens falando da saudade que sentem dela.

“Você faz tanta falta aqui, sua voz, sua risada, sempre lembrarei de você sempre sorridente, cantando, feliz, porque Marília Mendonça é sinônimo de alegria”, publicou uma fã.

Assim como toda rainha, Marília Mendonça deixou um legado não só para seus fãs – ou rebanho, como ela gostava de se referir aos seus admiradores – mas também para todo o gênero musical.

Precursora do 'feminejo', a artista goiana é a grande inspiração para mulheres que estão em busca de espaço, pois Marília trouxe à tona o empoderamento feminino no mundo sertanejo, tanto dentro quanto fora dos palcos.

Com um imenso repertório de 335 obras autorais e 444 gravações cadastradas no Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD), até hoje Marília Dias Mendonça mantém mais de 10 milhões de ouvintes mensais, que tornaram a artista a primeira brasileira a superar a marca de 8 bilhões de streams.

Compartilhe  

últimas notícias