Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Lixo se acumula em ecopontos após fim de contrato em Sorocaba

Publicado

em

Lixo se acumula em ecopontos após fim de contrato em Sorocaba

Empresa responsável pela limpeza dos locais deixou de prestar serviço em julho. Prefeitura estuda alternativas para solucionar o problema.

O contrato da Prefeitura de Sorocaba (SP) com a empresa responsável pela limpeza dos Ecopontos venceu no mês de julho. Desde então, além de entulho e restos de construção, lixo orgânixo jogado irregularmente tem se acumulado nesses locais.

A situação preocupa ainda mais os moradores por conta do risco de aparecimento de bichos e insetos nas casas. Os ecopontos foram criados em Sorocaba para evitar o descarte irregular de lixo pela cidade, como acontece em alguns terrenos baldios. Mas a falta de manutenção nessas áreas tem causado transtornos.

Em um ecoponto localizado na Vila Helena, 10 caçambas estão cheias e boa parte do terreno está coberta de materiais. Nesta quarta-feira (22), enquanto a TV TEM estava ao vivo no local, uma máquina da prefeitura apareceu para recolher os materiais.

Os moradores disseram que, desde quando o contrato com a empresa responsável pela limpeza venceu em julho, o serviço não era feito.

Na zona norte da cidade, no Jardim Sorocaba Park, a sujeira acumulada no ecoponto começou a invadir a rua. São tantos materiais que o responsável pela área interditou parte do terreno. No Parque Vitória Régia, aos poucos, o lixo também está tomando conta de tudo.

No Ecoponto do Jardim Sorocaba Park, a sujeira acumulada começou a invadir a rua   (Foto: Reprodução/TV TEM)

No Ecoponto do Jardim Sorocaba Park, a sujeira acumulada começou a invadir a rua (Foto: Reprodução/TV TEM)

Falta de contrato

Há quatro anos, Sorocaba contava com 21 ecopontos. De lá para cá, 18 deles fecharam, e restam apenas três para atender mais de 659 mil moradores. De acordo com a prefeitura, não é possível renovar o contrato com a antiga empresa para manutenção dos ecopontos, mas que estuda alternativas para resolver a situação.

O objetivo do estudo, de acordo com o secretário de Conservação, Serviços e Obras, Fábio Pilão, é buscar um modelo de negócio que seja interessante tanto para a prefeitura quanto para os moradores.

Pilão afirma que o estudo deve ser concluído em até 90 dias e só depois será lançado um edital de chamamento para viabilizar a contratação de uma nova empresa. Entretanto, o secretário afirma que a prefeitura tomará providências em relação ao acúmulo de lixo nos ecopontos.

“O que a secretaria vai fazer em um primeiro momento é limpar essas áreas, tirar todo esse entulho, intensificar a fiscalização e tentar de alguma forma urbanizar esse local”, afirma.

mais lidas