Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Saúde

Com mais quatro casos fatais, Bauru chega a 14 mortes por gripe no ano

Publicado

em

Com mais quatro casos fatais, Bauru chega a 14 mortes por gripe no ano

Secretaria da Saúde confirmou ainda que, dos dez novos casos confirmados de pessoas com gripe, sete são do tipo H1N1 e três atingiram pessoas que foram vacinadas este ano.

A Secretaria de Saúde de Bauru (SP) confirmou nesta quarta-feira (25) que mais quatro pessoas morreram na cidade diagnosticadas com gripe, sendo três delas com a do tipo H1N1 e outra com Influenza A (não subtipado). Com isso, Bauru registra neste ano 14 mortes por gripe, sendo 12 do tipo H1N1 e duas por Influenza A.

Os quatro casos fatais anunciados nesta quarta-feira integram o grupo de dez novas confirmações de diagnósticos positivos para gripe, sendo sete de H1N1, dois de H3N2 e um de Influenza A (não subtipado).

No ano, são 37 casos positivos de influenza, sendo 30 de H1N1, cinco de H3N2 e dois de Influenza A (não subtipado). Entre as pessoas que tiveram diagnóstico positivo confirmado nesta quarta, três delas foram vacinadas na campanha deste ano.

Segundo a Secretaria de Saúde, a classificação “não subtipado” é dada para casos em que os exames não conseguiram identificar qual o tipo de influenza.

Os quatro casos fatais de morte por gripe atingiram três homens, de 30, 50 e 52 anos, e uma mulher, de 58. Destes, dois não haviam sido vacinados e os outros dois tinham situação vacinal ignorada.

Em comum, as vítimas fatais apresentaram quadro de desconforto respiratório, tosse e dispneia (dificuldade de respirar). Em apenas um caso houve registro de febre.

Vacinação

Após o término da campanha de vacinação, a prefeitura de Bauru informa que todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde) têm vacina para atender crianças e gestantes.

Segundo orientação do Ministério da Saúde, tem direito a tomar a segunda dose da vacina contra influenza crianças com idade entre seis meses e menores de nove anos e que tenham tomado a vacina pela primeira vez este ano dentro da campanha.

A segunda dose deve ser tomada dentro de 30 dias, após a primeira dose. Já as gestantes podem tomar a dose única da vacina durante todo o ano.

mais lidas