Siga nossa Redes

Internacional

Seletiva do Carioca começa neste sábado com seis times em busca de uma vaga na fase principal

esportes

Publicado

em

Seletiva do Carioca começa neste sábado com seis times em busca de uma vaga na fase principal

America, Americano, Cabofriense, Friburguense, Sampaio Corrêa-RJ e Nova Iguaçu vão disputar a classificação; veja como chega cada equipe

Seis clubes e um só objetivo: conquistar a tão sonhada vaga na fase principal do Campeonato Carioca. Neste sábado, America, Americano, Cabofriense, Friburguense, Sampaio Corrêa e Nova Iguaçu vão dar o pontapé inicial na seletiva do estadual do Rio, que este ano vai premiar apenas um time com a classificação para disputar a elite.

Os seis clubes vão se enfrentar no formato “todos contra todos” em ida e volta até o dia 25 de fevereiro. Quem terminar em primeiro, de acordo com o somatório de pontos e critérios de desempate, se credencia para jogar posteriormente com Fluminense, Flamengo, Botafogo, Vasco, Bangu, Boavista, Macaé, Madureira, Portuguesa, Resende e Volta Redonda em busca do título de campeão carioca.

As cinco equipes que não conseguirem vaga na fase principal do Campeonato Carioca, jogarão obrigatoriamente a Série A2 estadual ainda em 2021, de acordo com o regulamento da Ferj.

Os jogos de abertura serão:

  • America x Sampaio Corrêa – no Giulite Coutinho – às 15h
  • Nova Iguaçu x Friburguense – no Laranjão – às 15h
  • Americano x Cabofriense – em Cardoso Moreira – às 15h

 

Veja abaixo como chega cada clube para a Seletiva.

 

America

 

Um dos clubes mais tradicionais do Rio de Janeiro, o America vai em busca do tão sonhado acesso para a fase principal com 29 jogadores no elenco. Treinando desde o 21 de dezembro, no estádio Giulite Coutinho, em tempo integral, a equipe seguiu a linha de apostar em nomes conhecidos para a competição e terá dentre eles o lateral Richarlyson, ex-São Paulo, que foi a grande contratação da equipe para o estadual.

Treinador: Álvaro Gaia
Nomes conhecidos: Deola, ex-Palmeiras, Richarlyson, ex-São Paulo e Christianno, ex-Vasco
Onde vai mandar os jogos: Estádio Giulite Coutinho, no Rio de Janeiro (estádio próprio).

Americano

 

Outro clube tradicional que sonha em retornar à elite do Rio é o Americano. Para a competição, o clube realizou 21 contratações e a profissionalização de quatro jogadores da base. Promoveu também o retorno de alguns atletas que estavam emprestados. Ao todo, a equipe tem 30 jogadores, mas nenhum “medalhão”. A pré-temporada do time foi toda feita no CT Eduardo Viana, desde o dia 7 de dezembro.

Treinador: Caé Cunha
Nomes conhecidos: não tem medalhões.
Onde vai mandar os jogos: no estádio Antonio Ferreira de Medeiros, em Cardoso Moreira

Cabofriense

 

Com um grupo de 30 atletas, a Cabofriense manteve a base da equipe que tentava o acesso na Série D. Após a eliminação na competição para o São Luiz-RS, o elenco teve um período de folga, mas retornou aos trabalhos em dezembro visando o estadual. Sem nenhum medalhão, o time fez a preparação para a Seletiva em Cabo Frio.

Cabofriense manteve a base que disputou a Série D — Foto: Bruninho Volotão / Cabofriense

Cabofriense manteve a base que disputou a Série D — Foto: Bruninho Volotão / Cabofriense

Treinador: Rogério Corrêa.
Nomes conhecidos: não tem medalhões.
Onde vai mandar os jogos: estádio Aliar Correa, o Correão, em Cabo Frio (estádio próprio).

Friburguense

 

O Friburguense iniciou a preparação para o estadual no dia 15 de dezembro, com um grupo reduzido de jogadores, a maioria do sub-20. O elenco só esteve completo no início deste ano, devido às dificuldades financeiras, principalmente. Toda a preparação do time foi feita em Nova Friburgo. Sem nenhum medalhão na equipe, mas contando com veteranos que já marcaram época no time, o elenco tem aproximadamente 30 jogadores.

Treinador: Cadão (Ricardo Jerônimo)
Nomes conhecidos: não tem medalhões.
Onde vai mandar os jogos: Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo (estádio próprio).

Sampaio Corrêa

 

Cara nova na Seletiva, o Sampaio Corrêa chega como uma das equipes mais estruturadas na busca pela classificação. O clube, que vai completar 15 anos em fevereiro, já tem estádio próprio, paga salários a cada 15 dias e conta até mesmo com um CT, onde realizou a preparação para o estadual. Um dos nomes conhecidos na equipe é o atacante Alexandro, ex-Botafogo, que acabou ficando conhecido como Alex “Créu”.

Treinador: Tinoco
Nomes conhecidos: Alexandro, ex-Botafogo
Onde vai mandar os jogos: Lourival Gomes de Almeida, em Saquarema (estádio próprio)

Nova Iguaçu

Com 29 jogadores no elenco, o Nova Iguaçu chega para a Seletiva recém-promovido da Série B1 do Carioca. A preparação da equipe está sendo feita através de treinamentos diários na cidade que dá nome ao time. Surpresa dos “pequenos” em edições passadas do Carioca, a Laranja da Baixada manteve a base que garantiu o acesso no fim de 2020.

Treinador: Carlos Vitor
Nomes conhecidos: não tem medalhões.
Onde vai mandar os jogos: Laranjão, em Nova Iguaçu (estádio próprio).

 

.

.

.

GE – Globo Esporte.

Publicidade

mais lidas