Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Dia a Dia

Quatro em cada 10 mulheres no mundo dizem não ter direitos iguais aos dos homens, diz pesquisa

Publicado

em

Quatro em cada 10 mulheres no mundo dizem não ter direitos iguais aos dos homens, diz pesquisa

Estudo entrevistou 17.551 pessoas, entre 16 e 64 anos, em 24 países. Mulheres da Espanha (73%), Japão (67%), Coreia do Sul (64%), Turquia (62%) e Brasil (55%) são as que mais sentem falta de igualdade.

Quatro em cada 10 mulheres no mundo dizem não ter direitos iguais aos dos homens ou a liberdade para alcançar seus sonhos e aspirações, apontou uma pesquisa Global@dvisor feminismo e igualdade de gênero pelo mundo, divulgada pela Ipsos nesta quarta-feira (8), Dia Internacional da Mulher.

O estudo realizado em 24 países, entrevistou 17.551 pessoas entre 16 e 64 anos, indicou que as mulheres da Espanha (73%), Japão (67%), Coreia do Sul (64%), Turquia (62%) e Brasil (55%) são as que mais sentem falta de igualdade.

Mais da metade das pessoas na China (56%), Rússia (54%) e Índia (48%) acredita que os homens são mais capazes que as mulheres. No Brasil, só 19% veem a capacitação masculina maior em relação ao público feminino.

Pesquisa mostra que 49% dos russos acreditam em uma suposta inferioridade feminina (Foto: Pavel Golovkin/ AP)

esquisa mostra que 49% dos russos acreditam em uma suposta inferioridade feminina (Foto: Pavel Golovkin/ AP)

Outra questão levantada entre a população global (mulheres e homens) é se “As mulheres são inferiores aos homens?”. A média mundial apontou que 18% acreditam que sim. O resultado do Brasil (16%) é muito próximo da média mundial. Mas Rússia e Índia divergem do número global, ficando empatados no top da lista, com 46%.

Analisando os dados separadamente das mulheres e homens, percebe-se que os entrevistados do sexo masculino são mais propensos a concordar com a suposta inferioridade feminina do que as mulheres. A crença é particularmente alta na Rússia (49%) e Índia (44%). O mesmo acontece com os brasileiros, visto que 19% dos homens brasileiros acreditam na inferioridade feminina contra 14% das mulheres.

Na Índia metade dos entrevistados (homens e mulheres) afirmaram que tem medo de falar e de defender a igualdade de direitos das mulheres. Na Turquia esse percentual é de 39% e no Brasil, 36%.

A pesquisa aconteceu via painel online, entre 20 de janeiro e 3 de fevereiro, em 24 países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Hungria, Índia, Itália, Japão, México, Peru, Polônia, Rússia, Servia, Suécia e Turquia. Os entrevistados tinham de 18 a 64 anos nos Estados Unidos e no Canadá e de 16 e 64 anos nos demais países. A margem de erro é de 3,5%. Veja a pesquisa na íntegra.

mais lidas