Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Presos em operação são líderes de facção criminosa na região, diz Gaeco

Publicado

em

Presos em operação são líderes de facção criminosa na região, diz Gaeco

Dezoito pessoas foram presas apenas nesta sexta-feira (6) e 31 no total.
Gaeco de Araçatuba (SP) diz que eles cuidavam do dinheiro da facção.

Para o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que em uma operação nesta quinta-feira (6) prendeu 18 pessoas na região de Araçatuba (SP), os presos nesta ação são os principais líderes da facção criminosa que age dentro e fora dos presídios na região.

“Estamos falando de pessoas da facção que são responsáveis pelo recebimento de dinheiro, principalmente de rifas, e a mensalidade dos membros da facção com a organização criminosa. A maioria dos roubos a mão armada, tanto em residências como em comércio, foi feita por essas pessoas. Essas informações serão compartilhadas com a Polícia Civil para responsabilizar as pessoas pelos crimes que praticaram”, afirma o promotor Marcelo Sorrentino.

Os presos foram levados para cadeia de Penápolis (SP). Depois de quatro meses de investigação, polícia e Ministério Público conseguiram identificar e encontrar, na região, líderes de uma das facções criminosas mais fortes de São Paulo. Durante toda a operação, 31 pessoas foram presas, sendo 18 só nesta quinta-feira.

Operação cumpriu vários mandados de prisão (Foto: Reprodução/TV TEM)

Operação cumpriu vários mandados de prisão (Foto: Reprodução/TV TEM)

Na operação, o alvo era integrantes de uma facção criminosa do Estado de São Paulo. Participaram da operação quase 100 homens entre policiais militares e representantes do Gaeco. Ao todo, 18 pessoas foram presas nas cidades de Araçatuba, Bento de Abreu(SP) e Valparaíso (SP). Todas são acusadas de participarem de crimes de roubo e tráfico de drogas. Os policiais ainda apreenderam duas armas, 54 aparelhos de telefone celular, seis computadores, outros objetos e drogas.

Todos os envolvidos devem responder por crimes como associação criminosa e com o tráfico, além de corrupção de menores. “Dos 18 presos, 15 foram por mandado e três em flagrante. Destes, muita gente envolvida com crime organizado, com a organização criminosa que age nos presídios, inclusive a cúpula, dirigentes da facção regional”, diz o coronel da Polícia Militar Jaime Gardenal.

mais lidas