Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Polícia

Prefeitura de Rio Preto solicita novo pedido de reintegração de posse de favela

Publicado

em

Prefeitura de Rio Preto solicita novo pedido de reintegração de posse de favela

Após pedido da Justiça, no dia 24 de outubro, moradores montaram barracos em rua e município alega que mudança impede passagem de moradores no bairro.

A prefeitura de São José do Rio Preto (SP) entrou com um novo pedido de reintegração de posse da favela Brejo Alegre, nesta quarta-feira (1). Os moradores foram para uma área de prefeitura depois que a Justiça determinou a reintegração de posse da favela. O pedido foi acatado por entender que o local fica muito próximo à linha férrea e isso pode trazer riscos aos moradores.

Então, os barracos foram montados em uma rua e impedem a passagem de moradores do bairro. O advogado das famílias não foi notificado sobre o pedido até a noite desta quarta-feira (1).

A prefeitura de Rio Preto também entrou com recurso no Tribunal de Justiça para tentar reverter a decisão, em primeira instância, que negou a reintegração de posse da área da favela da Vila Itália.

Na ação o município rebate as alegações da sentença de que a área é pública. Para a prefeitura, o espaço é um parque setorial que pertence à coletividade e não pode ser ocupada por barracos.

Prefeitura de Rio Preto solicita novo pedido de reintegração de posse da favela Brejo Alegre, em Rio Preto (Foto: Reprodução/TV TEM)

Prefeitura de Rio Preto solicita novo pedido de reintegração de posse da favela Brejo Alegre, em Rio Preto (Foto: Reprodução/TV TEM)

A favela do Brejo Alegre existe há pouco mais de um ano e cerca de 80 famílias, quase 300 pessoas, moram no local. Os moradores terão que abandonar os barracos em um prazo de 10 dias e estão apreensivos sem saber para onde ir.

Um oficial de Justiça foi até o local no dia 24 de outubro para avaliar a situação. A Justiça ainda autorizou o uso de força policial caso seja necessário para cumprir a determinação. Um advogado que representa os moradores da favela tenta reverter a decisão e alega que os barracos foram construídos fora da faixa de segurança da ferrovia.

A concessionária Rumo negou a informação e esclareceu, por meio de nota, que “ajuizou ação de reintegração de posse em razão de sua obrigação legal e contratual de preservação da faixa de domínio”.

A Companhia disse ainda que procura impedir ocupações irregulares para garantir a segurança da operação e, principalmente, das pessoas instaladas em área de risco devido à proximidade com a linha férrea. “A questão da distância da faixa de domínio da ferrovia (área da União), que no local é de 15 metros de lado linha e 18 metros de outro está determinada pela planta recebida da extinta Rede Ferroviaria Federal. Qualquer ocupação fora desta área não é de competência da Concessionária”, afirmou a Rumo em nota à TV TEM.

Favela Vila Itália

Na Favela Vila Itália, a Justiça negou a reintegração de posse que havia sido solicitada pela prefeitura de São José do Rio Preto.

A Justiça entende que como a área fica localizada em um espaço público, o uso dos moradores é permitido, já a posse não.

mais lidas