Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Pedestres sofrem para atravessar avenidas movimentadas em Rio Preto

Publicado

em

Pedestres sofrem para atravessar avenidas movimentadas em Rio Preto

Em muitas delas, não há faixas de pedestres e carros passam em alta velocidade.

Quem anda a pé pelas ruas de São José do Rio Preto (SP) precisa de muita paciência e atenção para conseguir atravessar algumas avenidas, principalmente as de muito movimento. Isso porque alguns motoristas não respeitam e abusam da velocidade e os pedestres reclamam que faltam lombadas e faixas de segurança.

Na avenida de Maio entre os bairros Caic e São Judas o trânsito é intenso e quem precisa atravessar sabe que vai ter que esperar. Sem faixa de pedestres o jeito é passar em qualquer trecho da avenida mesmo e dar uma corrida para não ser atropelado. “É impossível atravessar até para ir para a escola, não tem lombada e sinaleiro para a gente consegui passar”, afirma a estudante Stefany Lopes

A cena se repete também na avenida Potirendaba e atravessar entre os carros é uma situação comum. O maior problema é que muitos motoristas não param, mesmo quando um pedestre está atravessando a avenida.

Na avenida José Munia também há poucas faixas de pedestres e atravessar a avenida é complicado, principalmente por causa do grande fluxo de carros e da velocidade deles. A avenida tem o limite de velocidade de 60 km/h, mas é ignorado por muitos motoristas.

Outras avenidas, como a Mirassolândia, a espera é grande e o medo é de acidentes também, principalmente no trecho que fica perto de uma escola. “Os carros vão rápido e está difícil mesmo atravessar, não respeitam o pedestre. Teria de colocar lombada com faixa de pedestre e assim o motorista terá de respeitar”, diz a atendente Neuraci de Gouvea.

Os pedestres têm se tornado cada vez mais vítimas de acidente. Das mortes no trânsito registradas em Rio Preto de janeiro a março deste ano, 25% delas foram por atropelamento. O coordenador operacional da Guarda Municipal, Vitor Cornachioni, explica que em cada ponto é feito um estudo específico.

“Estamos estudando ponto a ponto, o fluxo de veículos e a velocidade. O motorista precisa ser consciente em diminuir a velocidade e os pedestres em atravessar na faixa ou onde tiver semáforo”, afirma.

A prefeitura afirma que fará licitação para a construção de mais lombofaixas, as lombadas com faixas de pedestres, para instalar em alguns pontos da cidade. “Nós temos equipamento que mede velocidade e intensidade de veículos que passam, com base nisso a gente faz o estudo se precisamos instalar um radar, um lombada, faixas”, afirma o secretário de Trânsito, Amauri Hernandes.

Mulher corre para atravessar avenida em Rio Preto sem faixa de pedestre (Foto: Reprodução/TV TEM)

Mulher corre para atravessar avenida em Rio Preto sem faixa de pedestre (Foto: Reprodução/TV TEM)

mais lidas