Diário de São Paulo
Siga-nos
Polêmica

Bebel Gilberto pisa em cima de bandeira do Brasil em show nos EUA e pede desculpas

Cantora foi criticada nas redes por internautas e personalidades de direita

Cantora Bebel Gilberto se justifica após protesto em show - Imagem: Reprodução/Instagram @bebelgilberto
Cantora Bebel Gilberto se justifica após protesto em show - Imagem: Reprodução/Instagram @bebelgilberto

Publicado em 24/07/2022, às 17h30 Mateus Omena


A cantora Bebel Gilberto, 56 anos, foi às redes sociais no sábado (23) para se desculpar, após a viralização de um vídeo dela sambando em cima de uma bandeira do Brasil. O episódio aconteceu durante um show nos Estados Unidos.

Nas imagens, a cantora aparece em cima do palco recebendo uma bandeira com mastro de um fã na plateia. Em seguida, ela caminha segurando a bandeira hasteada e diz: “Eu não gosto de fazer isso porque não sou Bolsonaro." Então, Bebel faz seu protesto pisando em cima do símbolo nacional, como se estivesse sambando.

Logo depois do ato, ela declara: “Desculpa, eu não devia fazer isso. Mas estou orgulhosa de ser brasileira ou não?”, acrescentou Bebel antes de começar a cantar a música “Bananeira”.

O protesto aconteceu na última terça-feira (19), em um show no “The Guild Theatre”, em Menlo Parks, na Califórnia.

A repercussão do vídeo aumentou neste final de semana, com muitos internautas criticando a postura da cantora. O ato também chamou a atenção de políticos e outras personalidades da direita brasileira, que repudiaram o episódio.

Na noite de sábado (23), Bebel Gilberto usou um post no Instagram para se explicar: “Foi um ato impensado meu, porque, se tivesse tido tempo de raciocinar, teria me ocorrido que eu estava entregando de presente para a extrema-direita uma imagem com a qual poderiam destilar o seu ódio repugnante e o seu falso patriotismo”, escreveu.

Por outro lado, ela também acusou os críticos de editarem a parte do vídeo na qual, ainda no palco, se desculpou por pisar na bandeira brasileira.

“Imediatamente depois, porém, me dei conta de que a bandeira também pertence a todos os brasileiros e me desculpei com o público”, esclareceu.

“Amo o Brasil e tenho certeza de que em breve os radicais do ódio serão varridos para o lixo da História. Aos brasileiros de bem que como eu são defensores intransigentes da democracia mas se sentiram ofendidos com o meu ato impensado, minhas sinceras desculpas. O Brasil é maior que qualquer governo ou político”, finalizou.

Compartilhe