Diário de São Paulo
Siga-nos

Moradores denunciam veneno em 'cachorródromos' da Zona Sul de SP; prefeitura faz limpeza, mas não encontra vestígios

Prefeitura de SP informou que fez ações de limpeza nos locais indicados e não encontrou indícios da presença de veneno, mas orientou funcionários e pediu para população fazer denúncias

Moradores denunciam veneno em 'cachorródromos' da Zona Sul de SP - Imagem: Reprodução | Redes Sociais
Moradores denunciam veneno em 'cachorródromos' da Zona Sul de SP - Imagem: Reprodução | Redes Sociais

Publicado em 01/08/2022, às 07h58 G1


Moradores da Zona Sul de São Paulodenunciaram pelas redes sociais a presença de veneno nos "cachorródromos", como são conhecidos os espaços para lazer de cães, de duas praças da região. Em nota, a prefeitura da capital informou que realizou ações de limpeza nos locais, mas nada foi encontrado.

As denúncias começaram na noite de quinta-feira (28). Segundo as postagens, o problema teria ocorrido na Praça Rosa Alves da Silva, na Aclimação, e na Praça Ayrton Senna, ao lado do Parque do Ibirapuera.
Nos posts, os frequentadores das praças disseram que havia armadilhas com veneno para rato misturado a ração de cachorro.

Procurada pela reportagem, a prefeitura informou que, após tomar conhecimento da denúncia feita por moradores da região na quinta-feira (28), encaminhou uma equipe de limpeza e lavagem para a Praça Rosa Alves.

"Na ocasião, não foi encontrado nada e foi passada a instrução para que os munícipes abrissem boletins de ocorrências em decorrência do crime. A Subprefeitura fará uma nova vistoria com ação de limpeza no local nos próximos dias", disse a administração municipal.

Já em relação à praça próxima ao Parque do Ibirapuera, a prefeitura de SP informou que foi a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), por meio da Administração do Centro Esportivo Modelódromo do Ibirapuera, onde está localizado o Cachorródromo da Praça Ayrton Senna do Brasil, que tomou conhecimento do problema do veneno na sexta-feira (29) por meio das redes sociais.

"Todos os funcionários do espaço, como vigilantes e equipes de limpeza, foram orientados a ficarem em alerta e informarem a administração, caso encontrem veneno nas áreas de sua responsabilidade", disse a pasta.

"A Administração também providenciou um cartaz para orientar os tutores de pets que utilizam o Cachorródromo a não permitirem que seus animais se alimentem de ração desconhecida no local", completou a secretaria de Esportes e Lazer.

A secretaria também pediu que "o usuário que encontrar algo suspeito dentro do Cachorródromo ou em algum outro lugar do Modelódromo e da Praça Ayrton Senna comunique os funcionários do espaço".

Compartilhe