Diário de São Paulo
Siga-nos
Racionamento

Vendas de pacotes de arroz estão sendo limitadas por todo o país

A situação está relacionada ao atual cenário do Rio Grande do Sul, que atualmente é o maior produtor de arroz no país

Vendas de pacotes de arroz estão sendo limitadas por todo o país - Imagem: Reprodução Freepik
Vendas de pacotes de arroz estão sendo limitadas por todo o país - Imagem: Reprodução Freepik

Milleny Ferreira Publicado em 18/05/2024, às 12h20


Além de ter crescido consideravelmente a procura de consumidores por arroz, alguns supermercados já começaram o processo de racionalização do produto.

Diversas redes de mercados de São Paulo e de todo o Brasil colocaram um aviso sobre o limite de compras de pacotes de arroz por pessoa. O número de pacotes permitidos varia de dois a seis pacotes. 

pacotes de arroz
Imagem: Reprodução X I @ale_sblack

twitt
Imagem: Reprodução X I @ale_sblack

arroz
Imagem: Reprodução X I @ale_sblack

arroz
Imagem: Reprodução X I @paulosimoesdini

arroz
Imagem: Reprodução X I @ale_sblack

Isso é um reflexo do momento atual que o território sulista está passando no momento, o Rio Grande do Sul é o maior produtor do cereal atualmente no país, ele é responsável por pelo menos 70% da produção do arroz consumido em todo o Brasil.

Devido às grandes enchentes, não foi possível os agricultorescolherem 100% da safra anual do cereal, além da invasão da água em armazéns que estavam no estoque do produto que infelizmente se perdeu. 

Também existe uma parcela de dificuldade na transportação do produto, já que diversas vias estão bloqueadas, de acordo com o portal Band.

Por hora, a orientação é que os consumidores não se desesperem e tentem fazer um estoque do grão, a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) garante que não tem risco de faltar o produto e apontam que a oferta do produto será regularizada a médio prazo.

A Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz), por sua vez, também reforça que este é um problema de curto prazo que deve ser amenizado nos próximos dias. 

Compartilhe  

últimas notícias