Diário de São Paulo
Siga-nos
BASTIDORES

Veja por que Ceni e São Paulo anteciparam renovação

Treinador foi surpreendido com proposta da diretoria e já conversou sobre mudanças para o próximo ano; Rogério pediu estrutura mais organizada e maior qualidade em todas as áreas

Rogério Ceni, técnico do São Paulo - Imagem: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Rogério Ceni, técnico do São Paulo - Imagem: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Publicado em 13/07/2022, às 08h39 GE


Na noite da última terça-feira, o São Paulo concretizou um desejo não tão recente da diretoria: a renovação de Rogério Ceni até o fim de 2023. E o desfecho foi rápido, sem grandes negociações ou novela.
Na semana passada, o presidente Julio Casares chamou o treinador para uma conversa sobre o planejamento de 2023. Ceni recebeu aquilo com certa surpresa, já que seu contrato com o São Paulo iria até o fim desta temporada.
Ciente da estranheza causada, Casares abriu um diálogo sobre a renovação do técnico. A primeira sinalização foi positiva, e o papo sobre o ano seguinte aconteceu. Temas como contratações, perfil do elenco e melhorias das mais diversas foram debatidos.
A ideia da diretoria em estender o vínculo de Rogério Ceni já no mês de julho, faltando pouco mais de cinco meses para o fim do ano, tem dois propósitos: dar tranquilidade para ele trabalhar na sequência de 2022 e valorizar o trabalho de médio/longo prazo.
Após a conversa, Ceni se sentiu seguro em ter um contrato mais longo e, no começo desta semana, voltou a se reunir com a diretoria para acertar detalhes do acordo que entraria em vigor. A assinatura foi feita na terça-feira.
Diferentemente da conversa do final do ano passado sobre o planejamento para 2022, o papo dessa vez não teve como principal pauta os reforços para o elenco. Ceni, sobretudo, pediu organização estrutural e um trabalho mais qualificado em todas as áreas do clube.
Em entrevistas coletivas durante esta temporada, o treinador fez duras críticas a alguns departamentos e citou falhas de estruturas que prejudicavam o trabalho no dia a dia. A promessa de melhorias é um tema recorrente na cúpula são-paulina.

Compartilhe