Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Saúde

Butantan receberá da China 4 mil litros de insumos para CoronaVac em 26 de maio

Publicado

em

Butantan receberá da China 4 mil litros de insumos para CoronaVac em 26 de maio

Instituto Butantan suspendeu a produção na sexta-feira (14) após o envio para o Ministério da Saúde das últimas doses feitas a partir do insumo recebido em abril.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta segunda-feira (17) que o Instituto Butantan deve receber um novo lote com 4 mil litros de matéria-prima para a produção da CoronaVac, vacina contra a Covid-19, em 26 de maio.

“Boa notícia! O Butantan recebeu nesta manhã da China a previsão do envio de nova remessa de insumos ao Brasil para produção da Vacina do Butantan. A chegada do novo lote com 4 mil litros de insumos, capazes de produzir 7 milhões de doses da vacina, está prevista para o dia 26/05”, disse o governador nas redes sociais.

 

Na última sexta-feira (14), o Instituto Butantan suspendeu completamente a produção da vacina por falta de matéria-prima após entregar o último lote com 1,1 milhão de doses prontas ao Ministério da Saúde.

Segundo o Butantan, há um lote com 10 mil litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) aguardando a liberação do governo chinês para ser exportado ao Brasil, que seria suficiente para a produção de 18 milhões de doses da CoronaVac.

Doria não informou qual a previsão para a entrega dos 6 mil litros de IFA restantes, que completam o total em negociação.

Mais cedo, em coletiva de imprensa, o governador afirmou que mantém o contato direto com o governo chinês para a liberação da matéria-prima o mais rápido possível.

“Os insumos estão prontos, acondicionados em containers refrigerados, protegidos, aguardando a autorização do governo da China. Mas temos uma boa expectativa, fruto dos entendimentos que nós diretamente realizamos de sexta-feira até hoje”, disse Doria.

O governo estadual atribui os entraves na importação às constantes declarações contra a China feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A China é fornecedora de matéria-prima para a produção tanto da CoronaVac, do Instituto Butantan, como da vacina de Oxford, produzida pela Fiocruz.

Nesta segunda-feira (17), o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, afirmou que os dois próximos lotes de IFA para a vacina produzida pela Fiocruz devem ser enviados ao Brasil na próxima sexta-feira dia (21). Sobre a CoronaVac, Cruz disse que os insumos devem chegar “por volta do dia 25”.

.

.

.

G1

mais lidas