Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Unesp 2019: prova da 2ª fase tem Chico Buarque, Tiradentes, Henfil, peixe-boi e poluição por plástico

Publicado

em

Unesp 2019: prova da 2ª fase tem Chico Buarque, Tiradentes, Henfil, peixe-boi e poluição por plástico

Veja a resolução extraoficial da prova feita por cursinhos. Nesta segunda-feira, a prova terá 12 questões de linguagens e códigos e uma redação.

A prova do primeiro dia da segunda fase do vestibular Unesp 2019, realizada neste domingo (15), reuniu 12 questões dissertativas de ciências humanas e 12 de ciências da natureza (que inclui matemática). Nesta segunda-feira, o segundo dia de prova terá 12 questões de linguagens e códigos e uma redação.

Entre os temas abordados na prova deste domingo se destacavam uma canção de Chico Buarque, uma crônica do cartunista Henfil, um quadro sobre Tiradentes, além de perguntas sobre o peixe-boi da Amazônia e a poluição de plástico nos oceanos.

Veja a resolução extraoficial da prova feita pelos cursinhos:

  • Oficina do Estudante
  • Objetivo
  • Etapa
  • Anglo

Música de Chico Buarque foi tema de questão do vestibular da Unesp — Foto: Divulgação / Leo Aversa

Música de Chico Buarque foi tema de questão do vestibular da Unesp — Foto: Divulgação / Leo Aversa

A prova de ciências humanas abriu com a letra da canção ‘Mulheres de Atenas, de Chico Buarque e Augusto Boal, composta em 1976. O candidato deveria citar duas referências míticas presentes na canção e identificar duas característiscas da condução da mulher na Atenas antiga.

Em seguida, a tela ‘Tiradentes esquartejado’ cobrava do estudante indicasse o momento histórico em que a tela de Pedro Américo, pintada em 1893, e citasse uma dificuldade política, social ou econômica vivida naquele momento.

Outra questão de humanas trazia a crônica ‘Cartas da mãe’, de Henfil, em que ele simulava um pedido de divórcio entre o ‘Ato cinco’ e a nação brasileira, em uma clara alusão ao AI-5, que completou 50 anos na quinta-feira (13).

Questão de biologia do vestibular da Unesp — Foto: Reprodução/Unesp

Questão de biologia do vestibular da Unesp — Foto: Reprodução/Unesp

Em ciências da natureza, uma questão de biologia tratava dos animais que originaram o atual peixe-boi-da-amazônia. Outra de análise combinatória trazia um problema de organização de lembrancinhas de aniversários com pirulitos.

Para o professor Daniel Perry, coordenador pedagógico do cursinho Anglo, a prova estava criativa e bem feita, mas não exigiu muita dificuldade para candidatos bem preparados. “O candidato de medicina vai ter que chegar próximo de gabaritar. Para esse candidato há essa pressão”, disse.

“A Unesp é a universidade que oferece mais vagas, tem mais campi, é a mais inclusiva, com mais alunos oriundo da escola pública. A dificuldade não é elevada, tanto na primeira quanto na segunda fase. Para cursos concorrido, especialmente medicina, a possibilidade de um candidato errar é pequena. O candidato tem que acertar quase tudo. Há pouquíssimo espaço para erro”, afirmou Perry.

Para Célio Tasinafo, coordenador pedagógico da Oficina do Estudante, foi “uma prova sem qualquer surpresa e, podemos mesmo dizer, sem qualquer criatividade. Exemplifica essa análise as questões de história: uma que explora a ‘batida’ canção ‘Mulheres de Atenas’ para perguntar sobre a condição da mulher naquela cidade estado grega; outra que traz o quadro Tiradentes Esquartejado de Pedro Américo para questionar as condições econômicas, sociais e políticas dos primeiros anos da república brasileira.”

“Considerando que o repertório dos alunos que chegaram à segunda fase é vasto e que a grande maioria conhecia os temas cobrados, a dificuldade ficou por conta da organização formal das respostas e da administração do tempo de prova. Assim, alunos que não só estudaram, mas também treinaram para produzir as respostas dissertativas, acabaram levando alguma vantagem. O que só comprova a máxima de que vestibular é conteúdo e também estratégia”, diz Tasinafo.

10% de abstenção

O primeiro dia da segunda fase do vestibular Unesp 2019 registrou 10,2% de abstenção, segundo números divulgados na noite deste domingo (16) pela Fundação Vunesp, que organiza o processo seletivo. Dos 50.499 candidatos que passaram para a segunda fase, 5.129 não apareceram para fazer a prova.

mais lidas