Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

PM faz barreira para impedir manifestações na área do Congresso

Publicado

em

PM faz barreira para impedir manifestações na área do Congresso

Manifestantes só poderão chegar até a Avenida das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional, diz PM. Duas faixas da Via N1, sentido Rodoviária, foram fechadas.

Policiais militares formaram uma barreira em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, no final da manhã desta quarta-feira (2). Com a medida, manifestantes só poderão chegar até a Avenida das Bandeiras. Policiais que estavam no local disseram ao G1 que medida faz parte de “protocolo” para prevenir invasões no Congresso.

Duas faixas da via N1, ao lado do Congresso e no sentido da Rodoviária do Plano Piloto, foram bloqueadas. Por volta das 12h, cinco ônibus e um carro da PM estavam no local, mas não havia congestionamento.

Por volta das 9h, a Câmara dos Deputados começou a apreciar o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para que o legislativo permita ao Supremo Tribunal Federal deliberar se processa o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva.

Manifestante ‘barrado’

Durante a manhã, apenas um manifestante, André Rouglas, esteve no local e conversou com o G1. Durante a entrevista, policias pediram para que Rouglas se retirasse e, em seguida, formaram a barreira. Não houve conflito.

André Rouglas protestava na área do Congresso contra o presidente Michel Temer. Minutos depois, PM pediu para ele se retirar do local (Foto: Bianca Marinho/G1)

André Rouglas protestava na área do Congresso contra o presidente Michel Temer. Minutos depois, PM pediu para ele se retirar do local (Foto: Bianca Marinho/G1)

André Rouglas mora em Minas Gerais. Ele está em Brasília desde domingo (30) e protesta em frente ao Congresso com os braços amarrados em uma madeira, simbolizando uma cruz.

“Eu estou aqui representando quem está no sofá agora reclamando que o país está sem saúde, sem educação e com impostos altos no combustível.”

mais lidas