Diário de São Paulo
Siga-nos
Protestos

Irmã de Barack Obama é atingida com gás lacrimogêneo em manifestação no Quênia

10 pessoas morreram na mesma manifestação

Auma Obama nas manifestações em Nairobi - Imagem: Reprodução / X / @AumaObama
Auma Obama nas manifestações em Nairobi - Imagem: Reprodução / X / @AumaObama

Gabriela Thier Publicado em 25/06/2024, às 16h15


A ativista queniana Auma Obama, irmã do ex-presidente dos EUA, Barack Obama, disse à CNN  que foi atingida por gás lacrimogêneo junto com dezenas de manifestantes, que protestavam contra o aumento dos impostos, nesta terça-feira (25) no Quênia.

Durante o protesto, parte dos manifestantes entrou em confronto com a polícia e um grupo  chegou a invadir o parlamento, 10 pessoas morreram durante o conflito. 

As manifestações ocorreram não só na capital, Nairobi, como também em várias outras cidades e vilas do país, a população se manifesta principalmente contra o aumento de impostos, mas também pedem a renúncia do governo atual.

O país já sofre com fortes crises econômicas que foram intensificadas com a pandemia de COVID-19, secas e a guerra da Ucrânia. O presidente, William Ruto, afirmou que deve anunciar estado de emergência em breve.

Compartilhe  

últimas notícias