Diário de São Paulo
Siga-nos
Colunistas

Asas solidárias da FAB têm sido fundamentais no Rio Grande do Sul; saiba mais

Na Base Aérea de Canoas é feito o cadastro de passageiros e há uma fila de acordo com espaços disponíveis

Asas solidárias da FAB têm sido fundamentais no Rio Grande do Sul - Imagem: reprodução Fotos Públicas
Asas solidárias da FAB têm sido fundamentais no Rio Grande do Sul - Imagem: reprodução Fotos Públicas
Leandro Mazzini

por Leandro Mazzini

Publicado em 21/05/2024, às 12h39


Depois da lama

Administradora do Aeroporto Salgado Filho desde 2017, com aporte de R$ 290,5 milhões, a alemã Fraport – uma das maiores do mundo – ainda faz as contas do estrago das chuvas no terminal. Mas é certo, segundo fontes do setor aéreo, que a concessionária vai pedir relaxamento nas parcelas e a fornecedores.

Há problema maior. Quando a água baixar, não será só a limpeza da lama no terminal. A pista pode ter sido afetada pela água represada – e recuperá-la dentro dos padrões internacionais poderá demorar meses. Em resposta à Coluna, a Fraport informa que “Em razão do estado de calamidade da cidade de Porto Alegre, algumas obrigações regulatórias estão sendo avaliadas junto à Anac”.

TCU na Petrobras

O Tribunal de Contas da União acolheu requerimento do senador Ciro Nogueira (PP-PI) para investigar a Petrobras sobre contratos mal explicados. O TCU vai mandar técnicos em breve para a sede da empresa. É o que determina o parágrafo iv, do ministro-relator Jhonatan de Jesus. Recentemente, a Petrobras aprovou contrato de quase R$ 800 milhões em serviços, no qual foi apontado indício de prejuízo de meio bilhão de reais.

Carona solidária

Em meio às intempéries, as asas solidárias da FAB têm sido fundamentais para retirada do Rio Grande do Sul de turistas e moradores de outras cidades que ficaram sem voos comerciais. Na Base Aérea de Canoas é feito o cadastro de passageiros e há uma fila de acordo com espaço nos cargueiros e jatos executivos. A Base atende no (51) 3462 5166.

‘Lulira’

A visita do presidente Lula da Silva a Alagoas, com o presidente da Câmara, Arthur Lira, a tiracolo, irritou o senador Renan Calheiros – rival figadal do deputado no Estado. Renan fez chegar seu descontentamento ao Barba no Palácio, mas o presidente deu de ombros. Lula já tem Renan como aliado. Afagar Lira é prioridade para o Governo que precisa de votos em projetos importantes na Câmara.

Cartucho preservado

Mais da metade dos empregados da fabricante de armas Taurus de São Leopoldo (RS) está em casa. São centenas, sobrevivendo de doações da empresa e da sociedade. A fábrica está paralisada, mas não corre risco de alagamento. Os estoques não foram afetados por uma operação de emergência.

Segue na UTI

Segue a crise na Unimed-Rio, com suposto rombo de centenas de milhões de reais nas contas, cuja briga entre diretores e associados foi parar na UTI administrativa As contas de 2022 e 2023 foram reprovadas semana passada. A diretoria e Conselho de Administração destituídos. Um comissão de cinco cooperados assumiu o comando.

ESPLANADEIRA

# Pedro Doria e Canal Meio lançam na quinta curso “Você pode ser liberal e não sabe”. # Projeto "De Portas Abertas para o Saber", sobre o autismo, estará amanhã no shopping Leblon. # TSE aprova regra contra fraude em cotas de gênero e discute exceção. # PL autoriza poder executivo a criar núcleo de apoio a pacientes com epilepsia. # Sesc Mesa Brasil vai arrecadar alimentos na Pecuária 2024. # No Dia Internacional da Família, GDF lança Selo Empresa Parceira da Família.

Compartilhe  

últimas notícias