Diário de São Paulo
Siga-nos
Chateaubriand

Morre Gilberto Chateaubriand, maior colecionador de arte do Brasil

O colecionador tinha mais de 8 mil obras de arte

Gilberto era filho de Assis Chateaubriand, que tem sua história marcada no livro: Chatô, o rei do Brasil - Imagem: reprodução Instagram @sambartecontemporanea
Gilberto era filho de Assis Chateaubriand, que tem sua história marcada no livro: Chatô, o rei do Brasil - Imagem: reprodução Instagram @sambartecontemporanea

Publicado em 14/07/2022, às 18h18 Vitória Tedeschi


O colecionador Gilberto Chateaubriand, dono de mais de 8 mil obras de arte e um dos principais representantes do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, o MAM, morreu nesta quinta-feira aos 97 anos por causas naturais, em Porto Ferreira (SP).

Um dos maiores colecionadores de arte do país e filho do jornalista Assis Chateaubriand, mais conhecido como Chatô, que marcou a história do rádio brasileiro e foi o fundador do Masp, Gilberto deixou um filho.

Carlos Alberto Gouvêa Chateaubriand está finalizando a construção de um instituto cultural batizado com o nome do pai e que terá pelo menos 630 quadros e esculturas, sendo 500 de artistas contemporâneos, hoje no MAM, e mais de 130 de pintores do século XX.

Ele morreu enquanto dormia, em sua fazenda Rio Corrente, a 227 km da capital paulista e foi encontrado por uma neta que estava no local. O corpo será transferido para o Rio de Janeiro, onde será enterrado no cemitério São João Batista, no Botafogo. Ainda não há informações sobre a data do velório e do enterro.

Nascido em Paris em 1925, Gilberto Francisco Renato Allard Chateubriand Bandeira de Mello era notório conhecedor das artes plásticas e seu acervo, que continha trabalhos dos maiores artistas brasileiros, chegou até a virar um livro em 2012.

Entre os nomes de seu acervo estão: Segall, Guinard, Candido Portinari, Iberê Camargo, Lygia Pape, Lygia Clark e Hélio Oiticica. Contando com obras como o "Urutu" (1928), de Tarsila do Amaral, "O farol" e "A japonesa", de Anita Malfatti.

Compartilhe