Diário de São Paulo
Siga-nos
DÚVIDA MILIONÁRIA

Com a morte de Jô Soares reina dúvida sobre quem ficará com sua fortuna; só a mansão vale R$ 15 milhões

Ninguém sabe ao certo qual é a fortuna deixada pelo humorista e nem se ele deixou testamento

Jô deixou uma fortuna - Imagem:reprodução Facebook @josoaresoficial
Jô deixou uma fortuna - Imagem:reprodução Facebook @josoaresoficial

Publicado em 06/08/2022, às 12h50 Jair Viana


Com a morte de um dos maiores humorista do Brasil, Jô Soares, ocorrida na sexta-feira  (5), surge uma questão: quem terá direito á fortuna deixada por ele? Ao longo dos 60 anos de carreira, o artista acumula um patrimônio milionário. Em Vinhedo, região de Campinas, ele tinha uma mansão cujo valor pode passar de R$ 15 milhões. Jô foi dos artistas com maior salário na televisão. Ele teve contrato de R$ 500 mil mensais.

Pela lei brasileira, caso o humorista não tenha registrado um testamento, toda a fortuna deverá ser dividida entre os eventuais herdeiros. Jô perdeu seu único filho em 2014. O patrimônio deverá ser calculado e divido de acordo com a linha hereditária, em ordem de sucessão, como regra o Código Civil Brasileiro. Dentro desta regra estão: pais, avós, bisavós, filhos, netos, bisnetos, marido, esposa ou companheiro(a).

A lei diz que têm direito os ascendentes, esposa viva ou irmãos, o patrimônio do comunicador pode ficar com sobrinhos, tios, primos, tio-avô e sobrinho-neto. No que diz respeito aos primos, estão incluídos apenas os colaterais de quarto grau.

TRÊS ESPOSAS

O primeiro casamento do apresentador foi com a atriz Therezinha Millet Austregésilo, e durou de 1959 a 1979. O casal teve um filho autista, Rafael Soares, que morreu em 2014 em decorrência de um câncer no cérebro. Ela morreu em 16 de março de 2021.

O segundo matrimônio foi com a atriz Sylvia Bandeira, com quem ficou entre 1980 e 1983. Nas redes sociais, ela lamentou a morte de Jô Soares com uma foto ao lado dele na época em que eram um casal. De 1984 a 1986, o artista namorou Claudia Raia. Jô Soares também namorou a atriz Mika Lins, em 1987.

Compartilhe