Diário de São Paulo
Siga-nos

Prefeitura de SP cancela carnaval de rua previsto para julho e explica o motivo

Imagem Prefeitura de SP cancela carnaval de rua previsto para julho e explica o motivo

Publicado em 07/07/2022, às 00h00 - Atualizado às 17h13 Redação


A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (7) que vai cancelar o carnaval de rua previsto para os dias 16 e 17 de junho devido à falta de patrocínio.

De acordo com o governo municipal, o segundo pregão para o patrocínio dos blocos carnavalescos, marcado para hoje, não registrou interessados.

A situação se mostra preocupante desde a última semana de junho, quando o primeiro pregão, que ocorreu no dia 24, também foi marcado pelo desinteresse da iniciativa privada em apoiar o carnaval de rua. A Prefeitura tentou contornar isso, baixando o lance inicial de R$ 10 milhões para R$ 6 milhões. Mesmo assim, nenhuma empresa aderiu.

O prefeito de SP, Ricardo Nunes (MDB), manifestou que não vai investir dinheiro público nocarnaval de rua.

“Não teve patrocínio, não tem emenda parlamentar, eu não vou usar dinheiro público para realizar o carnaval nesta época, fora de época”.

Por outro lado, Nunes considerou que, para o ano que vem, a prefeitura pode destinar recursos para a celebração, caso seja necessário.

“Mas para tranquilizar os blocos: se lá em fevereiro, a gente fizer o chamamento, que aí é a data ordinária que está no calendário, e faltar patrocínio, que eu não acredito, mas se eventualmente faltar, aí a prefeitura evidentemente vai arcar.”

O impasse

O Esquenta de Carnaval foi proposto como uma prévia para o carnaval de 2023, já que, oficialmente, São Paulo não pôde celebrar a festa de rua com blocos e trios elétricos.

As datas para o carnaval de meio de ano foram estabelecidas em abril, após o carnaval de rua ter sido cancelado em janeiro pelo prefeito Ricardo Nunes por causa do avanço dos casos de Covid-19 na capital.

Em junho, Nunes declarou que só não vai investir na festa agora porque se trata de uma situação específica em que a data da festa é “extraordinária”.

De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura, foram contabilizados 216 pedidos de inscrição de blocos. As inscrições estão sendo analisadas pela equipe de coordenação técnica da prefeitura, que vai levar em conta trajetos e horários. Mas, foi estabelecido que haverá apenas um desfile por bloco.

Entre os que estão os inscritos, estão famosos blocos como Acadêmicos da Cerca Frango, Agrada Gregos, Baco do Parangolé, Bangalafumenga, Bloco Chá Da Alice, Bloco das Coleguinhas, Bloco Lua Vai, Bloco Minhoqueens, Domingo Ela Não Vai e Galo da Madrugada.

Compartilhe