Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Polícia

Mulher encontrada morta 12 dias após desaparecer em Jaú foi enforcada por suspeito, diz polícia

Publicado

em

Mulher encontrada morta 12 dias após desaparecer em Jaú foi enforcada por suspeito, diz polícia

Homem confessou ter usado uma corda para matar a mulher com quem se relacionava. Denúncia anônima levou polícia a encontrar corpo da vítima em fossa no quintal da casa do suspeito

O homem que confessou ter assassinado uma mulher que estava desaparecida desde o dia 6 de julho, em Jaú (SP), disse à polícia que usou uma corda para enforcar Janete Casaroti, de 53 anos.

O corpo dela foi encontrado na manhã de quarta-feira (18) enterrado em uma fossa no quintal da casa do suspeito. Uma denúncia anônima feita por meio meio de um telefone público levou policiais militares até a casa de Alex Fabiani Camargo Alves, de 41 anos, que apontou o local onde estava o corpo.

Agora, a Polícia Civil de Jaú investiga se o suspeito do assassinato de Janete também está envolvido no desaparecimento da transexual Danny Martins, de 25 anos. As duas desapareceram em um intervalo de dois dias, em Jaú – Janete sumiu no dia 6 deste mês e Danny foi vista ela última vez no dia 8.

Em seu depoimento à polícia, o suspeito Alex Fabiani admitiu que conhecia a transexual, mas negou qualquer envolvimento com o desaparecimento dela. A polícia segue investigando uma possível ligação entre os desaparecimentos.

Ainda em seu depoimento, Alex disse que mantinha um relacionamento com Janete e que ambos estavam bêbados quando começaram a discutir. Na briga, o suspeito disse que pegou uma corda e matou a mulher por enforcamento.

Alex Fabiani Camargo Alves já respondeu a processo por agredir e ameaçar outra mulher em 2010 (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Alex Fabiani Camargo Alves já respondeu a processo por agredir e ameaçar outra mulher em 2010 (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Em seguida, o homem resolveu esconder o corpo de Janete em seu próprio quintal, em uma fossa que estava coberta por madeiras. No dia seguinte, ele concretou o buraco para amenizar o forte cheiro. O local fica atrás de um conjunto de casas no Distrito Industrial de Jaú.

Janete morava em Barra Bonita e desapareceu depois que foi trabalhar em Jaú. O carro dela foi encontrado no dia 9 de julho, incendiado e abandonado em um canavial no Jardim Padre Augusto Sani, em Jaú.

Segundo o delegado Gláucio Stocco, Alex já respondeu a processo em 2010 por agressão e ameaça a outra uma mulher. Agora, será indiciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Polícia investiga se o desaparecimento e assassinato de Janete tem ligação com o sumiço da transexual Danny em Jaú  (Foto: Arquivo pessoal)

Polícia investiga se o desaparecimento e assassinato de Janete tem ligação com o sumiço da transexual Danny em Jaú (Foto: Arquivo pessoal)

Carro de Janete foi encontrado incendiado em canavial de Jaú (Foto: Luizinho Andretto/Imagem cedida)

Carro de Janete foi encontrado incendiado em canavial de Jaú (Foto: Luizinho Andretto/Imagem cedida)

mais lidas