Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Jogo dos sete acertos: veja o que mudou o Corinthians de patamar no Campeonato Brasileiro

Publicado

em

Jogo dos sete acertos: veja o que mudou o Corinthians de patamar no Campeonato Brasileiro

Timão vem de dez jogos sem perder na competição e briga pelas primeiras colocações na tabela

Após iniciar o Brasileirão como candidato a brigar por posições intermediárias na tabela (até mesmo na luta contra o rebaixamento, na visão de alguns analistas), o Corinthians mudou de patamar.

Enfileirou dez jogos sem perder na competição e agora briga ponto a ponto com as equipes do pelotão de frente por uma vaga direta na Libertadores de 2022. Já subiu para quinto, a dois pontos do G-4 e do vice-líder.

Mas o que fez o Timão evoluir tanto? Abaixo, o ge listou sete motivos que fizeram o time crescer:

Os reforços

 

É impossível não relacionar o crescimento do Timão à contratação de jogadores de alto nível. Giuliano esteve nos dez jogos invictos, Renato Augusto participou de oito, Róger Guedes de seis e, mais recentemente, Willian fez quatro partidas consecutivas.

Dos 37 pontos que o time tem na tabela, 17 foram conquistados nas 14 primeiras rodadas, enquanto os outros 20 vieram nas dez rodadas pós-reforços. A média de gols também subiu: foram 15 gols nos últimos dez jogos, uma média de 1,5 por jogo. Antes, 12 em 14 jogos, média de 0,85.

Do quarteto, Róger Guedes chama atenção pelos quatro gols em seis partidas. Renato, com dois gols, e Giuliano, com um gol e três assistências, também se destacam.

Willian e Renato Augusto, sorridentes, em treino do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca / Ag.Corinthians

Willian e Renato Augusto, sorridentes, em treino do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca / Ag.Corinthians

Desempenho fora de casa

 

Os bons números do Corinthians como visitante são fundamentais para a boa campanha corintiana. Dos 37 pontos, 21 foram acumulados em jogos longe de casa. São cinco vitórias, seis empates e apenas uma derrota, para o Fortaleza. No jogo mais recente, o Timão fez 2 a 2 contra o Bragantino.

Em casa, são 16 pontos conquistados, com quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Com o retorno da torcida, a expectativa é que o time consiga acumular mais pontos como mandante.

Tempo de trabalho

 

Sylvinho estreou no dia 30 de maio. Com quatro meses de trabalho, o treinador conseguiu algo muito difícil quando o assunto é o futebol brasileiro: ter tempo para trabalhar.

Entre o jogo contra o Fortaleza, dia 11 de julho, e o empate em Bragança Paulista, no dia 2 de outubro, o técnico teve 12 semanas cheias para treinar no CT, implementar suas ideias e buscar o entrosamento dos reforços com os jogadores mais antigos.

Agora, porém, o calendário começará a apertar. A diferença entre os dois últimos jogos já foi de apenas três dias. O tempo livre de antes, porém, foi fruto de eliminações precoces na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana.

Sylvinho no treino do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Sylvinho no treino do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Destaques da base

 

Num ano em que decidiu apostar bastante nos jogadores da base, o Timão encontrou ótimos valores no zagueiro João Victor, titular absoluto ao lado de Gil; no atacante Adson, que fez uma boa sequência como titular até se lesionar; e com o atacante Gabriel Pereira, destaque como titular nos últimos cinco jogos.

Roni, antes de se lesionar, também teve participações importantes na equipe. Outros nomes como Lucas Piton, Du Queiroz, Vitinho e Xavier buscam espaço no grupo.

Corinthians x Bahia: Gabriel Pereira foi um dos destaques — Foto: Marcos Ribolli

Corinthians x Bahia: Gabriel Pereira foi um dos destaques — Foto: Marcos Ribolli

Cantillo

 

A entrada de Cantillo no meio-campo, que conta ainda com Renato Augusto e Giuliano, não deixou o time vulnerável. Muito pelo contrário: com doação coletiva, os três jogadores conseguem participar tanto da fase defensiva como da fase ofensiva do time, iniciando as jogadas do campo de defesa. O colombiano substituiu Gabriel nos últimos três jogos e virou dono da posição.

Cantillo festeja gol pelo Corinthians contra o Bahia — Foto: Ettore Chiereguini/AGIF

Cantillo festeja gol pelo Corinthians contra o Bahia — Foto: Ettore Chiereguini/AGIF

Vitória no Dérbi

 

O Corinthians vinha de três empates seguidos quando recebeu o vice-líder Palmeiras na Neo Química Arena no dia 25 de setembro. A vitória por 2 a 1 contra o maior rival, com dois gols de Róger Guedes, mudou o patamar da equipe, deu moral para Sylvinho e aumentou a confiança do elenco.

Jogadores do Corinthians comemoram gol de Roger Guedes — Foto: Marcos Ribolli

Jogadores do Corinthians comemoram gol de Roger Guedes — Foto: Marcos Ribolli

Manutenção de Sylvinho

 

A diretoria do Corinthians não deu ouvidos às críticas pesadas contra Sylvinho nas redes sociais. Com números abaixo da média no início do Brasileirão, principalmente com jogos em casa, o técnico ganhou um linchamento virtual, mas foi bancado e mantido pela direção.

Antes do Dérbi, o ge publicou que Duílio Monteiro Alves, Roberto de Andrade e Alessandro Nunes avaliavam o trabalho como bom pela forma como era conduzido dentro do CT e confiavam que, com tempo e a adaptação dos reforços, os resultados apareceriam.

Alessandro Nunes e Duílio Monteira Alves no gramado da Arena do Corinthians — Foto: Marcos Ribolli

Alessandro Nunes e Duílio Monteira Alves no gramado da Arena do Corinthians — Foto: Marcos Ribolli

.

 

.

 

.

 

Globo Esporte

mais lidas