Siga nossa Redes

Dia a Dia

Homem mata mulher a tiros na Zona Sul de SP, fere pais e irmão da vítima e foge

esportes

Publicado

em

Homem mata mulher a tiros na Zona Sul de SP, fere pais e irmão da vítima e foge

Caso foi registrado como feminicídio; vítimas foram socorridas para hospitais da região. A mulher morreu no local.

Uma mulher morreu após um homem atirar nela em um apartamento na Zona Sul de São Paulo na noite de sábado (2). Ele também feriu o pai da mulher com um tiro na boca, a mãe e o irmão dela, que ficou ferido na mão. Segundo um morador do bairro, o homem fugiu. O caso foi registrado como feminicídio.

As vítimas foram socorridas para hospitais da região. Não há detalhes sobre o estado de saúde delas. A mulher morreu no local. De acordo com a polícia, ela era estudante e seu nome é Amanda Linhares da Hora.

A mãe dela, de 50 anos, foi identificada como Vanusia Linhares da Hora. Ela foi atendida no Pronto- Socorro do Hospital Pedreira. O irmão é Paulo Guilherme Linhares da Hora, de 27 anos. Ele deu entrada no Quarteirão da Saúde às 21h24 da noite de sábado (2) e foi transferido para o Hospital Municipal de Piraporinha. O pai é Jardel Costa Santana, de 47 anos. Ele teria sido levado para o Hospital Saboya.

O caso aconteceu na rua Maria Clotilde Martins Rocha, altura do 689, Jardim Selma, na Zona Sul. Vários carros da polícia foram para o local.

O caso foi registrado no 98° DP – Jardim Miriam.

Alta de feminicídios

 

O estado de São Paulo registrou um aumento de 42% no número de feminicídios em um mês, de acordo com os dados de criminalidade divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Foram 20 ocorrências de feminicídios em novembro deste ano contra 14 casos registrados no mês de outubro. Se compararmos os dados de novembro deste ano com novembro do ano passado, o aumento foi de 17,7%, já que em 2019 eram 17 casos.

O aumento de casos de violência contra a mulher ocorre durante a pandemia de Covid-19, que determinou medidas de distanciamento social que ainda vigoram no estado.

O número de casos de estupro consumado contra mulheres se manteve igual entre outubro e novembro deste ano, com 228 casos. Porém, as ocorrências desse tipo tiveram queda de 14% se comparado novembro de 2020 com o mesmo período do ano passado (266 casos).

.

.

.

GE – Globo Esporte.

Publicidade

mais lidas