Siga nossa Redes

Destaque

Goleiro de 17 anos do Palmeiras treinou com seleção mais velha e sonha em dar casa para a mãe

esportes

Publicado

em

Goleiro de 17 anos do Palmeiras treinou com seleção mais velha e sonha em dar casa para a mãe

Natan passou por período de convocação no sub-20 do Brasil

 

 

Natan sequer completou 18 anos, mas já coleciona uma vida movimentada no futebol. Ainda com 17, recebeu um chamado peculiar para alguém da sua idade: treinar com a seleção “dos mais velhos”, o time sub-20 de André Jardine. A convocação surpreendeu até mesmo o goleiro, tratado como uma das grandes revelações do Palmeiras para a posição.

A maturidade de estar com jovens mais velhos em uma seleção também tem um paralelo com a vida pessoal de Natan. De origem humilde e criado sozinho pela mãe, Dona Tatiana, o goleiro saiu do Rio Grande do Sul após chamar a atenção do Palmeiras. Agora, com convocação para o sub-20, almeja o profissional e presentear quem tanto fez por ele.

— Minha grande inspiração no futebol é a minha mãe. Ela é uma guerreira que conquistou tudo na base do esforço, muito esforço. Eu me inspiro para ter sempre a vontade que ela tem de levantar todos os dias para conseguir sempre o melhor para mim. Um dos meus sonhos é dar um apartamento e deixa-la em um lugar bem confortável; ela merece — declarou Natan, em conversa exclusiva com o ge.

O jovem goleiro é observado por equipes europeias e tem o sonho de jogar um dia no Barcelona. Entretanto, antes de pensar em um futuro na Catalunha, Natan quer se profissionalizar pelo Palmeiras e seguir no radar da Seleção.

A convocação deste fim de ano para o sub-20, uma categoria acima da qual disputa, demonstra o trabalho bem feito até aqui na Academia de Futebol. O Palmeiras firmou acordo com o goleiro até agosto de 2023.

— Confesso que não esperava a convocação. Foi um ano de trabalho, muito esforço a cada dia, embaixo de sol e chuva, com quatro horas por dia de treinos, segunda a sábado. Deu para evoluir bastante, e fiquei muito feliz. Acho que consegui aproveitar ao máximo a seleção sub-20 — relatou Natan.

— Foi uma experiência muito bacana. Aprendi bastante com os moleques mais velhos. Há mais maturidade e responsabilidade sobre o trabalho, e estava com excelentes jogadores. Com certeza vejo que evolui bastante por esse período — acrescentou, destacando os pontos positivos do trabalho com os atletas mais velhos.

Natan em ação pelo sub-17 do Palmeiras no Allianz Parque — Foto: Fabio Menotti/Ag. Palmeiras

Natan em ação pelo sub-17 do Palmeiras no Allianz Parque — Foto: Fabio Menotti/Ag. Palmeiras

 

Natan começou a carreira no Internacional, clube no qual ficou um mês até ser dispensado. Depois, conquistou espaço no Juventude e permaneceu em Caxias do Sul por quase dois anos.

Pelo desempenho em um torneio, chamou a atenção de um olheiro do Palmeiras, que passou a observar o jogador com mais atenção.

Respaldado pela análise do observador, Natan desembarcou no Palmeiras em abril de 2019 e rapidamente cresceu dentro do clube, tendo inclusive já trabalhado em atividades com o profissional. Aliás, um espelho na profissão está justamente no time de cima.

— Um cara que me inspiro muito é o Weverton, e não só pelo motivo de ele ser goleiro do Palmeiras. Ele é um goleiro muito técnico e rápido, características que me chamam a atenção e que são parecidas com a do Alisson (Liverpool), outro que me inspiro. Eles fazem os simples e não erram. Esse sempre é o meu foco: não errar — sentencia.

Natan possui contrato com o Palmeiras até agosto de 2023 — Foto: Pedro Vale

Natan possui contrato com o Palmeiras até agosto de 2023 — Foto: Pedro Vale

 

Os erros até aqui têm sido mínimos, tanto que veio a chance para o período de treinos com a seleção comandada por André Jardine. A partir do chamado, a atenção sobre Natan aumentou, mas ele sabe que precisa seguir com a mesma linha de trabalho para conseguir ter sucesso.

— Quero jogar no profissional e fazer história aqui no Palmeiras. Quero ganhar bastante títulos, mas o que preciso é manter meu foco nos treinos e nos jogos. Quero permanecer sempre com a vontade que tenho nos treinos — comentou Natan, com a gana herdada da mãe, prioridade no sonho do goleiro da base do Palmeiras.

.

.

.

GE -Globo esporte

Publicidade

mais lidas