Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Análise: Young é o dono dos playoffs, e Middleton é o termômetro dos Bucks

Publicado

em

Análise: Young é o dono dos playoffs, e Middleton é o termômetro dos Bucks

Milwaukee não teve resposta para o armador no jogo 1, mas este não foi o único problema da noite

Trae Young dominou o Milwaukee Bucks de ponta a ponta na noite desta quarta-feira, como se não houvesse a melhor defesa dos playoffs na sua frente no jogo 1 da final do Leste. Foram 12 pontos no primeiro período, 13 no segundo, 12 no terceiro e 11 no quarto, total de 48, com 50% de aproveitamento de quadra. A capacidade de achar soluções simples como um tear drop, arremesso alto e curto no meio dos gigantes de Milwaukee, por inúmeras vezes, mostra o tamanho do problema que os Bucks terão nesta série.

Young é o dono da pós-temporada até o momento. Calou o Madison Square Garden. Deu adeus ao Processo na Filadélfia. Já entregou seu primeiro presente de grego a Milwaukee pontuando e assistindo John Collins e Clint Capela. É uma dupla de garrafão dinâmica e versátil, que Giannis Antetokounmpo e Brook Lopez terão dificuldades de parar na defesa. A arma foi fundamental para a vitória, já que os dois times tiveram aproveitamento do perímetro abaixo da crítica: 25% e 22,5. Pior para os Bucks.

Parar o armador do Atlanta, em teoria, é função primária de Jrue Holiday, conhecido por ser um defensor de alto nível. Na NBA atual, no entanto, com trocas incessantes de marcação provocadas pela inteligência de ataque dos técnicos, o alto e forte, porém lento time de Milwaukee teve enormes dificuldades. O arisco Young não é só exímio pontuador. Ele tem a visão completa de quadra e um arsenal à sua disposição nos pick’n rolls e pontes aéreas, além de Huerter, Gallinari e Lou Williams, que podem receber e criar seus próprios chutes.

Melhores momentos: Atlanta Hawks 116 x 113 Milwaukee Bucks pelo 1º jogo da final do Leste da NBA

Melhores momentos: Atlanta Hawks 116 x 113 Milwaukee Bucks pelo 1º jogo da final do Leste da NBA

Eficiência de Middleton é o termômetro

 

Milwaukee tem uma vitória e quatro derrotas quando Khris Middleton chuta menos de 37% de quadra nestes playoffs. Com aproveitamento superior a este, sete vitórias e nenhuma derrota. No jogo 1 contra os Hawks, foram 6 de 23 de aproveitamento de quadra (26%) e 0 de 9 do perímetro. Não há Giannis que suporte, nem Holiday que compense a falta da segunda maior referência ofensiva dos Bucks. Middleton anotou 15 pontos, quando sua média nas duas séries anteriores foi de 23,3 por jogo. Ainda errou o último arremesso, que valia o empate.

Young fez de tudo, até marcar Giannis — Foto: Patrick McDermott/Getty Images

Young fez de tudo, até marcar Giannis — Foto: Patrick McDermott/Getty Images

Brook Lopez conseguiu ficar em quadra por apenas 20 minutos, por conta da leveza e mobilidade do adversário. Os Bucks perderam esta arma ofensiva e não corrigiram os problemas no garrafão defensivo. Foi a menor minutagem de BroLo nos playoffs. Bobby Portis teve ótima sequência de 14 minutos, com 11 pontos e 8 rebotes, em seu lugar. Mas, como disse o técnico Mike Budenholzer na coletiva pós-jogo, a execução defensiva pode e deve ser muito melhor do que foi nesta quarta.

Outra peça fora do lugar no time de Milwaukee é PJ Tucker. Ele nem tem a velocidade para marcar Trae Young, Kevin Huerter e Lou Williams, nem o tamanho para parar os homens de garrafão. Atlanta jogou 27 minutos com Bogdan Bogdanovic com uma perna só. Os Bucks não souberam aproveitar a falta de condição do armador, com lesão no joelho, claramente no sacrifício. Além da execução, certas estratégias precisam ser ajustadas para o jogo 2. Nate McMillan tem as fragilidades do rival mapeadas e na ponta da língua no primeiro timeout.

.

.

.

Fontes: Ge – Globo Esporte.

mais lidas