Siga nossa Redes

Sem categoria

Análise: Corinthians vence outra, e Mancini devolve ao torcedor o sonho de um próspero Ano Novo

esportes

Publicado

em

Análise: Corinthians vence outra, e Mancini devolve ao torcedor o sonho de um próspero Ano Novo

Timão se aproxima do pelotão da frente e trabalha com a chance de brigar por Libertadores

O torcedor do Corinthians sonhou de graça no Natal de 2019. Depois de conquistar uma vaga sofrida na pré-Libertadores, a Fiel se empolgava com a chance de ver um futebol mais vistoso em 2020 sob a batuta de Tiago Nunes. Por diversos motivos já discutidos neste ge, a coisa não aconteceu assim.

E depois de um ano complicado, com eliminações precoces e até visita à zona do rebaixamento do Brasileirão, Vagner Mancini devolve ao torcedor no Natal a chance de enxergar um próspero Ano Novo.

Com o time em nono, mas colado em Santos (dois pontos a menos), Fluminense (quatro pontos) e Palmeiras (cinco pontos), o torcedor corintiano volta a ter direito de projetar algo melhor pela frente. Falta só um jogo em 2020, contra o Botafogo, dia 27. Mas depois são mais 11 rodadas até fevereiro.

Atualmente, são cinco jogos sem derrotas (três vitórias e dois empates), um futebol envolvente, de muita vontade e disposição e com variações de jogo para jogo.

Desta vez, Mancini bateu no peito e bancou a volta de Jô ao time titular, mesmo com sinais de que o time rendeu melhor sem um centroavante fixo em outros jogos. Estudioso e sem compromisso com repetição de time, o treinador seguiu seus planos e o atacante teve boa atuação, com o gol da vitória.

Ramiro, como um segundo volante na vaga de Cantillo, jogou e permitiu que Gabriel jogasse, numa harmonia interessante de um setor tão fundamental no estilo de jogo corintiano.

Mancini até esperava um Goiás com mais capacidade de travar o jogo do que de criar, e talvez por isso o time esmeraldino tenha saído na frente logo nos primeiros minutos. Mas o Corinthians a todo tempo mostrou que poderia ser capaz de virar o marcador – embora tenha tomado sustos de novo no final.

No 1 a 0 contra, foi enfileirando chances com Otero, Ramiro, Cazares, Gabriel…Gustavo Mosquito marcou o primeiro, enquanto Jô encerrou seu jejum pessoal na parte final.

Cazares, aliás, é outro que tem dado ao torcedor motivos para acreditar. Com duas assistências, torna-se no fim do ano o protagonista que dele se esperava.

Cazares em ação pelo Corinthians contra o Goiás — Foto: Marcos Ribolli

Cazares em ação pelo Corinthians contra o Goiás — Foto: Marcos Ribolli

Ainda falta ao Corinthians o poder de decisão e de precisão que outros times têm. Talvez por isso tenha sofrido tanto para ganhar partidas por placares mais elásticos em jogos que tinha nítido controle e superioridade., como foi também contra o São Paulo

Mas ao se comparar o que se via no pré-Mancini e o que se vê hoje, com uma defesa segura, líderes com protagonismo e uma energia contagiante, o torcedor certamente já consegue sorrir e sonhar com um 2021 mais feliz.

.

.

.

GE – Globo Esporte.
Publicidade

mais lidas