Siga nossa Redes

Polícia

Policiais de Rio Preto estão no litoral de SP em busca da quadrilha que assaltou joalheria e provocou tiroteio

Redação

Publicado

em

Policiais de Rio Preto estão no litoral de SP em busca da quadrilha que assaltou joalheria e provocou tiroteio

Equipe tenta identificar os assaltantes. Guarda Cleiton Gomes recebeu alta da UTI e foi transferido para um quarto na Santa Casa de Rio Preto (SP).

Duas equipes da Polícia Civil de São José do Rio Preto (SP) estão no litoral paulista para tentar identificar a quadrilha responsável pelo assalto a uma joalheria no último sábado (15), que terminou com um tiroteio. Os policiais estão no local desde a segunda-feira (17). Um jovem morreu ao ser atingido por uma bala perdida.

“Equipes de investigação estão a campo para identificar todos os criminosos que participaram da ação criminosa. As investigações estão bem adiantadas, e em pouco tempo vamos divulgar o nome deles. O trabalho está bem avançado, mas ainda não concluímos, por isso não vamos divulgar os nomes. Por enquanto as pessoas envolvidas diretamente no assalto foram cinco”, afirma o delegado Fernando Tedde, um dos responsáveis pela investigação.

A polícia não quer passar muitos detalhes sobre o caso para não atrapalhar as investigações. Na noite de segunda-feira (17), um casal chegou a ser detido em São Vicente (SP), litoral paulista, com um carro que teria sido usado na fuga dos criminosos e até com joias, que foram reconhecidas pelos donos da joalheria.

Deixou a UTI

Depois de a guarda Tássia Dourado sair da UTI do Hospital de Base, nesta quarta-feira (19) foi a vez do guarda Cleiton José da Silva Gomes receber alta da UTI e ir para um quarto na Santa Casa de São José do Rio Preto (SP). A informação é do próprio hospital. Os dois guardas estão internados ao serem baleados no tiroteio após assalto a joalheria, no sábado (15).

Cleiton levou dois tiros: um de raspão no braço esquerdo e outro na perna esquerda. O guarda passou por cirurgia para remoção da bala. Segundo o hospital, Cleiton vem se recuperando bem e o ferimento mais grave, o da perna, que atingiu uma artéria, está melhorando. Ainda não há previsão de alta hospitalar para os dois guardas.

O caso

Câmeras de segurança registraram a ação dos criminosos (veja abaixo), que também deixou dois guardas municipais feridos. Nas imagens é possível ver o momento em que um carro estaciona em frente à loja que foi assaltada. Três ladrões descem, o carro faz o retorno e estaciona do outro lado da rua.

Dentro da joalheria, os assaltantes rendem as funcionárias e pegam joias, semijoias e relógios. Ao saber do assalto, dois guardas municipais se aproximam, descem da bicicleta e, neste momento, um dos criminosos que estava no carro desce, atravessa a rua e atira contra os dois.

De acordo com a polícia, são pelo menos cinco suspeitos, três que estavam dentro da joalheria e dois que os esperavam em um carro do lado de fora. A polícia diz que foi um destes dois que começou os disparos.

Durante a tarde de sábado, dois homens foram detidos suspeitos de cometerem o crime, prestaram depoimento, negaram a participação no crime e foram liberados.

Tiroteio após tentativa de assalto a joalheria deixa um morto e guardas feridos no Centro

Tiroteio após tentativa de assalto a joalheria deixa um morto e guardas feridos no Centro

Tiroteio no centro de Rio Preto (Foto: Reprodução)

Tiroteio no centro de Rio Preto (Foto: Reprodução)

Publicidade
Publicidade

mais lidas