Diário de São Paulo
Siga-nos

Telescópio James Webb revelará imagem mais profunda do universo em julho

Imagem Telescópio James Webb revelará imagem mais profunda do universo em julho

Publicado em 01/07/2022, às 00h00 - Atualizado às 18h02 Redação


Em órbita desde 25 de dezembro de 2021, o Telescópio James Webb lançará suas primeiras imagens coloridas em alta resolução no dia 12 de julho. Entre elas, estão previstas a captura do ponto mais distante já visto do universo e a atmosfera de um exoplaneta.

“Se você pensar sobre, isso é mais longe do que a humanidade já se moveu antes”, disse Bill Nelson, administrador da NASA, em entrevista coletiva na quarta-feira (29). “E estamos apenas começando a entender o que o Webb pode fazer e o que fará”.

Com o objetivo de estudar a luz das primeiras estrelas e galáxias que se formaram após o Big Bang, o telescópio estava previsto para ser lançado em 2007, mas foi adiado por questões técnicas e alto custo de produção.

Em 2016, o projeto estava pronto, mas foi suspenso por complicações de construção até 2019, quando finalmente foi montado. Mas, devido a pandemia da Covid-19, a NASA só pôde marcar seu lançamento em 2021.

Telescópio James Webb

Espelho principal do telescópio/ imagem: reprodução Instagram @nasawebb

Observando através da luz infravermelha, o sucessor formal do Telescópio Hubble começou a tirar suas primeiras imagens há algumas semanas e tem como objetivo principal observar “o universo acender suas luzes pela primeira vez”.

A quantidade exata e a natureza das fotos não foram especificadas, mas segundo Eric Smith, cientista do programa Webb, o resultado “revelará diferentes aspectos do universo com detalhes e sensibilidade nunca vistos antes”.

Analisando os primórdios do Universo capturados pelo telescópio, os cientistas poderão entender melhor como as galáxias interagem e crescem, como também como comprimentos de onda de luz e cores diferentes revelam características de outros mundos.

Com esses dados, cientistas de todo o mundo poderão iniciar uma jornada de descobertas compartilhadas como nunca antes vista, mudando a perspectiva do Universo.

O telescópio James Webb está apenas no início de sua missão, que pode durar até 20 anos e é motivo de muita emoção para os envolvidos no projeto. “O que eu vi me comoveu, como cientista, como engenheira e como ser humano”, confessa Pam Melroy, vice-administradora da NASA, ao veículo Aos Technica.

Thomas Zurbuchen, administrador associado da Diretoria de Missões Científicas da NASA, completa: “É realmente difícil não olhar para o universo sob uma nova luz e não ter um momento que seja profundamente pessoal”.

“É um momento de emoção em que você ve a natureza de repente liberando alguns de seus segredos”

As primeiras imagens feitas pelo telescópio James Webb estarão disponíveis em todas as plataformas digitais da agência no dia 12 de julho, a partir das 11h30. Confira a transmissão ao vivo do canal oficial da NASA:

Compartilhe