Diário de São Paulo
Siga-nos

Mês do orgulho LGBTQIA+: confira 16 filmes que celebram a diversidade e o amor

Imagem Mês do orgulho LGBTQIA+: confira 16 filmes que celebram a diversidade e o amor

Publicado em 27/06/2022, às 00h00 - Atualizado às 10h30 Redação


Junho é considerado o mês do orgulho LGBTQIA+, na qual todos os grupos que se identificam com a sigla celebram o amor, o respeito e a diversidade.

A ocasião marca também a necessidade de reafirmação de novos valores, ligados à tolerância e à inclusão de gays, lésbicas, bissexuais, transgêneros, panssexuais, queers e muitos outros, em todas as esferas sociais e políticas. Dessa maneira, as sociedades podem contribuir para o combate de preconceitos e, consequentemente para a erradicação da violência contra as pluralidades.

Por outro lado, uma maneira sutil e divertida de conhecer a realidade dos LGBTs sem sair de casa é se aventurar por diversos filmes que tratam da temática. No Brasil e em outros países, a sétima arte tem colaborado para destacar narrativas de muitas pessoas que se identificam com a sigla e que encaram inúmeros desafios para amar e existir.

Entre as obras hollywoodianas de maior sucesso destacam-se “O Segredo de Brokeback Mountain“, “A Garota Dinamarquesa” e “Moonlight: Sob a luz do luar“. O cinema nacional também conta com longas que trazem histórias envolventes e que abordam várias questões cotidianas, como os aclamados “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho“, “Paraíso Perdido” e “Praia do Futuro“.

Confira a lista de filmes preparada pelo Diário de São Paulo para comemorar o mês do orgulho LGBTQIA+:

A Garota Dinamarquesa

O longa dirigido por Tom Hooper baseia-se na biografia da pintora dinamarquesa Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu como Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. Ao mesmo tempo, Lili tem que lidar com os conflitos que permeiam o seu relacionamento amoroso com Gerda (Alicia Vikander) e sua descoberta como mulher.

Carol

Em “Carol“, Therese Belivet (Rooney Mara), uma jovem que tem um emprego entediante na seção de brinquedos de uma loja de departamentos, se encanta com a elegante Carol Aird (Cate Blanchett), uma cliente que busca um presente de Natal para a sua filha. Carol, que está se divorciando de Harge (Kyle Chandler), também não está contente com a sua vida. As duas se aproximam cada vez mais e, quando Harge a impede de passar o Natal com a filha, Carol convida Therese a fazer uma viagem pelos Estados Unidos.

O Segredo de Brokeback Mountain

O Segredo de Brokeback Mountain” conta história de amor de Jack Twist (Jake Gyllenhaal) e Ennie Del Mar (Heath Ledger), que se conhecem no verão de 1963, após serem contratados para cuidar das ovelhas de um fazendeiro em Brokeback Mountain.

Jack deseja ser cowboy e está trabalhando no local pelo 2º ano seguido, enquanto que Ennie pretende se casar com Alma (Michelle Williams) o mais rápido possível. Vivendo isolados por semanas, eles se tornam cada vez mais amigos e iniciam um relacionamento amoroso. Ao término do verão cada um segue sua vida, mas o período vivido naquele verão impactará suas vidas para sempre.

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Moonlight: Sob a Luz do Luar” apresenta três momentos da vida de Chiron (Thevante Rhodes), um jovem negro morador de uma comunidade pobre de Miami que encontra orientação e amparo em Juan (Mahershala Ali), um traficante de drogas que o ensina a trilhar seu próprio caminho.

Hoje eu quero voltar sozinho

O longa conta a história de Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego que tenta lidar com a mãe super protetora, ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando ele conhece Gabriel (Fabio Audi), o novo colega da escola, novos sentimentos começam a despertar em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade.

Paraíso Perdido

“Paraíso Perdido” é centrado em um clube do mesmo nome, gerenciado por José (Erasmo Carlos) e movimentado por apresentações musicais de seus herdeiros. O policial Odair (Lee Taylor) se aproxima da família ao ser contratado para fazer a segurança do jovem talento Ímã (Jaloo), neto de José e alvo frequente de ataques homofóbicos. Aos poucos o laço entre o agente e o clã de artistas românticos vai se intensifica, prometendo situações surpreendentes.

Cazuza: O Tempo Não Para

O longa apresenta a vida agitada e a trajetória profissional de Cazuza (Daniel de Oliveira), do início da carreira, em 1981, até a morte em 1990, aos 32 anos. Abrangendo momentos marcantes como sua história na banda Barão Vermelho, a carreira solo, as músicas que falavam dos anseios de uma geração, o comportamento transgressor e a coragem de persistir em seu trabalho, apesar das limitações impostas pela Aids.

Praia do Futuro

“Praia do Futuro” conta a história de Donato (Wagner Moura), que trabalha como salva-vidas no litoral cearense. Seu irmão caçula, Ayrton (Jesuita Barbosa), tem grande admiração por ele, devido à coragem demonstrada ao se atirar no mar para resgatar desconhecidos. Um deles é Konrad (Clemens Schick), um alemão de olhos azuis que muda por completo a vida de Donato após ser salvo por ele. É quando Ayrton, querendo reencontrar o irmão, parte em sua busca na cidade de Berlim.

Me Chame Pelo seu Nome

Elio (Timothée Chalamet), filho de um família americana com ascendência italiana e francesa, tem que lidar com outro verão entediante na casa de seus pais no interior da Itália. Mas sua vida muda radicalmente com a chegada de Oliver (Armie Hammer), um acadêmico que veio ajudar a pesquisa de seu pai. E de um rápida amizade, nasce uma paixão entre os dois que promete desfechos emocionantes.

Tatuagem

No Recife, em 1978, durante a ditadura militar, Clécio Wanderley (Irandhir Santos) é o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows ousados. A principal estrela da equipe é Paulete (Rodrigo Garcia), com quem Clécio mantém um relacionamento. Um dia, Paulete recebe a visita de seu cunhado, o jovem Fininha (Jesuíta Barbosa), que é soldado. Encantado com o universo criado pelo Chão de Estrelas, ele logo é seduzido por Clécio. Não demora muito para que eles engatem um tórrido relacionamento.

A Favorita

Na Inglaterra do século XVIII, Sarah Churchill, a Duquesa de Marlborough (Rachel Weisz) exerce sua influência na corte como confidente, conselheira e amante secreta da Rainha Ana (Olivia Colman). Seu posto privilegiado, no entanto, é ameaçado pela chegada de Abigail (Emma Stone), nova criada que logo se torna a queridinha da majestade e agarra com unhas e dentes à oportunidade única.

Elisa y Marcela

Em 1910, acontecia na Igreja de San Jorge, na região de Coruña, na Galícia, um casamento inesperado entre Elisa e Marcela. Para driblarem as regras locais e poderem se casar, Elisa forja documentos de um parente falecido e se passa por um homem para viabilizar a primeira união homossexual da Europa.

Tudo sobre minha mãe

No dia de seu aniversário, Esteban (Eloy Azorín) ganha de presente da mãe, Manuela (Cecilia Roth), um ingresso para a nova montagem da peça “Um bonde chamado desejo”, estrelada por Huma Rojo (Marisa Paredes). Após o espetáculo, ao tentar pegar um autógrafo de Huma, Esteban é atropelado e morre. Manuela resolve então ir até o pai do menino, que vive em Barcelona, para dar a notícia. No caminho, ela encontra o travesti Agrado (Antonia San Juan), a freira Rosa (Penélope Cruz) e a própria Huma Rojo.

A Festa de Formatura

A “Festa de Formatura” é adaptação do musical “The Prom”, que conta a história de Emma (Jo Ellen Pellman), uma adolescente que está no último ano do ensino médio em uma cidade do interior de Indiana. Quando ela decide levar sua namorada como par para o baile de formatura e a escola cancela a festa, ela chama atenção nas redes sociais de um grupo de atores da Broadway para ajudá-la.

Quatro artistas em declínio vão então para a pacata cidade para atender ao pedido da jovem e embarcam numa missão de tentar mudar a mentalidade dos pais conservadores que barraram o baile.

Flores Raras

Em nova York da década de 1950,  Elizabeth Bishop (Miranda Otto) é uma poetisa insegura e tímida, que apenas se sente à vontade ao narrar seus versos para o amigo Robert Lowell (Treat Williams). Em busca de algo que a motive, ela resolve partir para o Rio de Janeiro e passar uns dias na casa de uma colega de faculdade, Mary (Tracy Middendorf), que vive com a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares (Glória Pires). A princípio Elizabeth e Lota se estranham pelas diferenças de personalidade, mas logo se apaixonam uma pela outra.

Paraísos Artificiais

Erika (Nathalia Dill) é uma DJ de relativo sucesso e muito amiga de Lara (Lívia de Bueno). Juntas, durante um festival onde Erika trabalhava, elas conheceram Nando (Luca Bianchi) e, juntos, vivem um momento intenso. Entretanto, o trio logo se separa. Anos depois Erika e Nando se reencontram em Amsterdã, onde se apaixonam. Só que apenas Erika se lembra do verdadeiro motivo pelo qual eles se afastaram pouco após se conhecerem anos atrás.

Compartilhe