Diário de São Paulo
Siga-nos

Corpos de vítimas de desabamento em gruta são liberados

O corpos chegaram a capital por volta das 22h30 desta terça-feira (1º). Uma força-tarefa foi montada para agilizar a realização de exames. Seis técnicos de

Corpos de vítimas de desabamento em gruta são liberados
Corpos de vítimas de desabamento em gruta são liberados

Redação Publicado em 02/11/2016, às 00h00 - Atualizado às 10h24


Força-tarefa foi montada para agilizar a realização de exames em IML.
Ao todo, 10 pessoas morreram durante celebração em Santa Maria do TO.

Os corpos das 10 vítimas do desabamento em uma gruta em Santa Maria do Tocantins,nordeste do estado, foram liberados do IML de Palmas na madrugada desta quarta-feira (2). Entre as vítimas estão uma mãe e dois filhos de nove e 10 anos.

O corpos chegaram a capital por volta das 22h30 desta terça-feira (1º). Uma força-tarefa foi montada para agilizar a realização de exames. Seis técnicos de necrópsia foram convocados. Por volta de 3h30, cinco horas depois, eles foram liberados.

Pertences das vítimas ficaram no local da tragédia (Foto: Jornal do Tocantins/Divulgação)

Pertences das vítimas ficaram no local da tragédia (Foto: Jornal do Tocantins/Divulgação)

A prefeita da cidade, Helen Rute de Freitas, informou que os corpos estão sendo preparados por uma funerária em Palmas e que devem seguir para as cidades no início desta tarde.

As vítimas são duas crianças e oito adultos, sendo sete mulheres e três homens. Cinco vítimas são de Itacajá, três de Santa Maria do Tocantins e duas de Pedro Afonso.

Entenda
Dez pessoas morreram no desabamento de rochas que formavam o teto uma gruta em Santa Maria do Tocantins, região central do estado, de acordo com o Corpo de Bombeiros. O acidente foi registrado na manhã desta terça-feira (1°). De acordo com a corporação, pelo menos 50 pessoas estavam na hora do desabamento celebrando o Dia de Todos os Santos.

A prefeita da cidade, Helen Rute de Freitas, disse que a gruta fica numa região conhecida como Casa de Pedra, a cerca de 10 quilômetros da cidade, e que a celebração é tradição entre os moradores. A missa, segundo ela, é realizada na frente da gruta, mas muitas pessoas entram no local para rezar e acender velas.

“Estavam todos rezando. Aí caiu o pedaço do teto em cima do povo. Tinha cerca de 15 pessoas no local onde caiu. Todo mundo saiu correndo e os parentes das vítimas ficaram lá gritando socorro”, relatou Wilson Mendes Rodrigues, testemunha que estava no local.

Corpos foram retirados pelo Corpo de Bombeiros (Foto: CIOPAER/SSP)

Corpos foram retirados pelo Corpo de Bombeiros (Foto: CIOPAER/SSP)

Local foi escorado pelos bombeiros após desabamento (Foto: CIOPAER/SSP)

Local foi escorado pelos bombeiros após desabamento (Foto: CIOPAER/SSP)

Compartilhe  

últimas notícias