Diário de São Paulo
Siga-nos
Racismo estrutural

Mulher acusa loja de racismo ao ver apenas produtos para pele negra lacrados

O caso aconteceu em Londres, na Inglaterra

Somente os produtos indicados para pele negra estavam com caixas reforçadas de segurança / Imagem: reprodução Twitter - Imagem: reprodução Twitter
Somente os produtos indicados para pele negra estavam com caixas reforçadas de segurança / Imagem: reprodução Twitter - Imagem: reprodução Twitter

Publicado em 04/08/2022, às 17h09 Vitória Tedeschi


Natalie Westgate, mãe de três filhos, estava fazendo compras com sua filha em uma loja de departamentos em Osterley, em Londres,na Inglaterra, quando ficou extremamente surpresa ao notar que apenas os produtos para designados para peles negras estavam dentro de caixas acrílicas de segurança - aquelas em que o cliente precisa pedir para um funcionário tirar no momento da compra, para evitar furtos.

Ela conta que notou que as bases de maquiagem para tons mais escuros estavam protegidas, enquanto as versões recomendadas para tons de pele mais claros não tinham a mesma proteção. No lacre ainda estava escrito: "Proteção de segurança: não abra antes de comprar".

“Eu entendo que vocês tenham que guardar os itens em caixas de segurança, mas vocês acham mesmo que está tudo bem ter a caixa de segurança apenas nas versões escuras e não em toda a linha?”, disse Natalie aos atendentes da loja.

Já no Twitter, onde publicou sobre o caso, ela afirmou que a atitude era “absolutamente repugnante para não mencionar racista”.

Ao fazer a reclamação pública, a loja pediu que Natalie enviasse uma mensagem direta no Twitter para resolver as questões. Depois, respondeu, dizendo: “Nunca foi nossa intenção ofender ninguém por meio das caixas de segurança. Nossas lojas, podem, às vezes, usar tags de segurança em alguns itens que foram alvo de roubo recentemente e as decisões de como fazer isso mudam de loja para loja". 

E ainda completou: "Gostaríamos de garantir que as medidas que tomamos em nossas lojas para encaixotar ou etiquetar determinados itens são apenas para prevenção de perdas e nossos funcionários ficarão felizes em ajudar os clientes que desejam comprar esses produtos”.

Em entrevista ao jornal The Sun, a mãe comentou o caso.

"Estou simplesmente enojada. Não há problema em tentar dizer que eles são inclusivos, mas colocar caixa de segurança apenas em itens destinados para um determinado grupo demográfico é racista", declarou.

Compartilhe