Diário de São Paulo
Siga-nos

Rodízio de veículos é suspenso em SP até sexta-feira após obra do Metrô desabar e abrir cratera na Marginal Tietê

O rodízio municipal de veículos ficará suspenso na cidade de São Paulo até sexta-feira (4) por causa do acidente na obra da Linha 6-Laranja do Metrô na pista

Rodízio de veículos é suspenso em SP até sexta-feira após obra do Metrô desabar e abrir cratera na Marginal Tietê
Rodízio de veículos é suspenso em SP até sexta-feira após obra do Metrô desabar e abrir cratera na Marginal Tietê

Publicado em 02/02/2022, às 00h00 - Atualizado às 07h55 Redação


rodízio municipal de veículos ficará suspenso na cidade de São Paulo até sexta-feira (4) por causa do acidente na obra da Linha 6-Laranja do Metrô na pista local da Marginal Tietê, na Freguesia do Ó, Zona Norte, segundo anúncio da Prefeitura de SP nesta quarta (2).

Pela manhã, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que as pistas local e central da Marginal Tietê, sentido rodovia Ayrton Senna, continuam interditadas. A pista expressa foi liberada para o escoamento do tráfego.

Segundo a empresa, o buraco criado pelo acidente na terça (1) parou de ceder e foi estabilizado durante a madrugada, quando trabalhadores da empresa concessionária da obra começaram a concretar a cratera e iniciaram os trabalhos de escoamento da água.

O trânsito represado da pista local interditada na Marginal está sendo desviado para as pistas central e expressa. Já os veículos que estão na pista local estão sendo direcionados para o corredor da Av. Ermano Marchetti / Marquês de São Vicente, e retornam para a Marginal na altura da Praça Pedro Corazza.

Na noite desta terça (1), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), esteve no local da cratera e disse que serão colocadas estacas entre as pistas central e local para evitar que a cratera aumente. Esse estaqueamento começará – provavelmente – na manhã desta quarta (02), disse o prefeito.

Nunes também publicou no Diário Oficial desta quarta um decreto criando uma rota alternativa na Marginal pela rua Aquinos e abrindo uma via provisória em terrenos públicos e privados na continuação dela (veja foto abaixo).

O decreto do prefeito fala em criação da rota alternativa em caráter de emergência, mas não fala em data exata de implantação. A Prefeitura fala extra oficialmente em criar a rota alternativa em até dois dias, porque é preciso autorização de donos de alguns galpões que estão em áreas privadas, para construir a alternativa.

Rota alternativa que vai ser criada na Marginal do Tietê, segundo o decreto publicado pelo Prefeito Ricardo Nunes (MDB) nesta quarta-feira (2). — Foto: Reprodução/Diário Oficial

Rota alternativa que vai ser criada na Marginal do Tietê, segundo o decreto publicado pelo Prefeito Ricardo Nunes (MDB) nesta quarta-feira (2). — Foto: Reprodução/Diário Oficial

O Diário Oficial do Estado também publicou nesta quarta (2) a constituição do comitê criado pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos, em conjunto com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, que irá apurar os fatos que geraram o acidente e responsabilidades relacionados ao episódio.

O Comitê, segundo o governo paulista, será integrado por profissionais com expertise nas áreas técnica, financeira, jurídica e de comunicação e vai, entre outras atribuições, também monitorar o cumprimento das providências necessárias para recuperação da área do acidente.

“O colegiado também contará com representantes de entidades da administração direta ou indireta do Estado de São Paulo, da Prefeitura Municipal de São Paulo e de Concessionárias de Serviços Públicos, para participar dos trabalhos, visando a adoção de medidas para a rápida normalização do tráfego local e da retomada das obras”, disse a secretaria de Transportes.

.

.

.

.

G1

Compartilhe