Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Manifestantes protestam contra Bolsonaro em Brasília

Publicado

em

Manifestantes protestam contra Bolsonaro em Brasília

Ato defendeu democracia, condenou racismo e fascismo. Grupo a favor do presidente também esteve na Esplanada; PM montou cordão de isolamento.

Manifestantes contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), contra o racismo e o fascismo e favoráveis à democracia protestaram em Brasília, na manhã deste domingo (7). O grupo se reuniu na Biblioteca Nacional, por volta das 9h e percorreu a Esplanada dos Ministérios.

Eles seguiram até a Alameda das Bandeiras, onde a Polícia Militar do Distrito Federal montou um bloqueio para impedir o encontro com um segundo grupo, pró-Bolsonaro. Defensores do governo permanecem acampados próximo à Praça dos Três Poderes e têm feito manifestações semanais, aos domingos.

A PM acompanhou o ato. No gramado em frente ao Congresso Nacional, os militares fizeram um cordão de isolamento para separar os manifestantes.

O grupo que se intitulava “a favor da democracia” entoou palavras de ordem. Os manifestantes, em sua maioria, usaram máscara de proteção facial.

Houve ainda a distribuição gratuita de máscaras, que são obrigatórias no Distrito Federal. Água, sabão e álcool em gel também eram entregues em um espaço chamado de “ponto anticovid”.

Os manifestantes carregaram faixas e bandeiras com dizeres contra o racismo, antifascismo, pela democracia, pelo respeito às mulheres e em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS). Alguns, vestindo jalecos brancos, representaram os profissionais de saúde e carregaram cruzes em sinal de luto.

Cartazes também faziam referência ao “Estado genocida” e destacavam que “vidas negras importam”. Torcedores do Corinthians carregaram faixas pedindo respeito às mulheres.

Próximo ao bloqueio da PM, um casal deitou no chão em referência à morte do ex-segurança norte-americano George Floyd, asfixiado por um policial no dia 25 de maio. Neste local, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, cumprimentou os militares.

General Augusto Heleno conversa policial militar durante manifestação, neste domingo (7), em Brasília — Foto: Luiz Barbieri/G1

General Augusto Heleno conversa policial militar durante manifestação, neste domingo (7), em Brasília — Foto: Luiz Barbieri/G1

Na região do Palácio do Planalto, o grupo pró-Bolsonaro se manifestou. Vestidos nas cores verde e amarelo, alguns carregavam bandeiras do Brasil e outras com o emblema da monarquia.

Também havia faixas antidemocráticas. Nelas era possível ler frases pedindo “intervenção cívico-militar”

Por volta das 11h, os manifestantes contra Bolsonaro retornaram, pela Esplanada, até o ponto de partida do ato que terminou pouco depois do meio-dia. Até a publicação desta reportagem, não havia incidentes relacionados ao ato.

PM faz cordão de isolamento durante manifestações pró e contra Bolsonaro, neste domingo (7) — Foto: Luiz Barbiéri/G1

PM faz cordão de isolamento durante manifestações pró e contra Bolsonaro, neste domingo (7) — Foto: Luiz Barbiéri/G1

Fiscalização de ‘excessos’

Na última sexta-feira (5), o Ministério Público do Distrito Federal informou que a Promotoria de Justiça Militar acompanharia, “com atenção”, o trabalho das forças de segurança durante os protestos deste domingo.

A ação parte de uma denúncia recebida sobre “o incentivo, por parte de integrantes da Polícia Militar, ao uso de força excessiva contra os manifestantes”.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) informou que a pasta está “preparada para orientar a população e garantir a segurança e o direito à manifestação das pessoas […]”, diz trecho do comunicado.

“As forças de segurança e os demais órgãos do GDF vão estar presentes com o efetivo necessário, de modo que os atos ocorram de forma pacífica e ordeira.”

Veja fotos

Manifestantes protestam na Esplanada dos Ministérios, neste domingo (7) — Foto: Afonso Ferreira/G1

Manifestantes protestam na Esplanada dos Ministérios, neste domingo (7) — Foto: Afonso Ferreira/G1

Manifestantes deitam no chão, na Esplanada, em referência à morte do norte-americano negro George Floyde, morto asfixiado por policial — Foto: Afonso Ferreira/G1

Manifestantes deitam no chão, na Esplanada, em referência à morte do norte-americano negro George Floyde, morto asfixiado por policial — Foto: Afonso Ferreira/G1

Manifestantes fazem ato contra Bolsonaro e contra o racismo, na Esplanada, em Brasília, neste domingo (7) — Foto: Afonso Ferreira/G1

Manifestantes fazem ato contra Bolsonaro e contra o racismo, na Esplanada, em Brasília, neste domingo (7) — Foto: Afonso Ferreira/G1

Jovem ergue cartaz durante manifestação contra Bolsonaro, neste domingo (7), em Brasília — Foto: Afonso Ferreira/G1

Jovem ergue cartaz durante manifestação contra Bolsonaro, neste domingo (7), em Brasília — Foto: Afonso Ferreira/G1

Faixas com dizeres antidemocráticos na Praça dos Três Poderes, em Brasília, neste domingo (7) — Foto: Luiz Barbieri/G1

Faixas com dizeres antidemocráticos na Praça dos Três Poderes, em Brasília, neste domingo (7) — Foto: Luiz Barbieri/G1

Torcedores do Corinthians carregam faixas em manifestação contra Bolsonaro, neste domingo (7), em Brasília — Foto: Afonso Ferreira/G1

Torcedores do Corinthians carregam faixas em manifestação contra Bolsonaro, neste domingo (7), em Brasília — Foto: Afonso Ferreira/G1

Ponto de distribuição de máscara durante manifestação contra Bolsonaro, neste domingo (7), em Brasília — Foto: Afonso Ferreira/G1

Ponto de distribuição de máscara durante manifestação contra Bolsonaro, neste domingo (7), em Brasília — Foto: Afonso Ferreira/G1

Manifestantes seguram cartazes com dizeres antirracistas em ato no DF, neste domingo (7) — Foto: Afonso Ferreira/G1

Manifestantes seguram cartazes com dizeres antirracistas em ato no DF, neste domingo (7) — Foto: Afonso Ferreira/G1

 

 

 

 

 

 

 

 

Via G1

mais lidas