Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Dia a Dia

Empresária Cristiana Arcangeli acusa Álvaro Garnero de estelionato após investir US$ 300 mil em criptomoedas; ele diz que é alvo de ‘vingança’

Publicado

em

Empresária Cristiana Arcangeli acusa Álvaro Garnero de estelionato após investir US$ 300 mil em criptomoedas; ele diz que é alvo de 'vingança'

Apresentadora afirma que ex-namorado faz parte de um esquema de pirâmide financeira que lesou várias pessoas em SP. Advogado de Garnero nega acusações e diz que Arcangeli promove denunciação caluniosa por ‘problemas passionais mal resolvidos’.

A empresária e apresentadora Cristiana Arcangeli ingressou com uma ação na Justiça de São Paulo na última quinta-feira (20) acusando o ex-companheiro e também empresário, Álvaro Garnero, de estelionato, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Na ação, Arcangeli afirma que foi “captada” por Garnero a fazer um investimento de US$ 300 mil (cerca de R$ 1,6 milhão) no mercado de criptomoedas e não teve retorno dos recursos, repassados a uma conta pessoal do ex-companheiro em um banco em Nova York, nos Estados Unidos.

Na época dos fatos, entre 2017 e janeiro de 2018, Arcangeli afirmou que Álvaro Garnero teria feito investimentos através de uma empresa chamada Hibridus Club, que era alvo de investigações sobre suposto esquema de pirâmide financeira.

Segundo a defesa da empresária, Garnero sabia das investigações e mesmo assim atuava como sócio oculto e responsável por captar investidores para a Hibridus Club, de propriedade de Hélio Caxias Ribeiro Filho e Thalia Alves Ribeiro.

No processo, Arcangeli pede que a Polícia Civil e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – do Ministério Público de SP – investiguem o ex-companheiro, os donos da Hibridus Club e mais quatro pessoas por organização criminosa, em suposto crime de pirâmide financeira.

A apresentadora diz que há dois anos tenta reaver, sem sucesso, o dinheiro repassado ao ex-namorado e por isso procurou a Justiça. Ao g1, Arcangeli afirmou que tem recebido centenas de denúncias de outras vítimas do esquema.

O que diz a defesa de Garnero

 

De acordo com o advogado Nelson Wilians, que representa o empresário Álvaro Garnero, Cristiana Arcangeli já havia ingressado com o mesmo pedido de instauração de inquérito policial contra o cliente dele na Justiça, mas – em janeiro de 2020 – o juiz da ação “concluiu pela ausência de quaisquer ‘indícios de caráter criminoso na conduta descrita, porque inexistente’”.

O advogado afirma que “parece que nesse caso há problemas passionais mal resolvidos” entre Cristina e Álvaro, que foram namorados por cinco anos, entre os anos de 2010 e 2015.

“Estamos diante de um nítido e clássico caso de ‘jus sperniandi’ para criar embaraços e constrangimento sem motivo legal. (…) Usar a justiça com denunciação caluniosa, distorcendo a realidade dos fatos na busca de uma ‘vingança’ pode ser caracterizado como crime contra a administração da Justiça”, afirmou Nelson Wilians.

“As investidas infundadas da Sra. Cristiana Arcangeli em macular a imagem do Sr. Álvaro são objeto, inclusive, de pedido de indenização. Acreditamos na Justiça, que já se manifestou noutras ocasiões quanto aos atos insanos da Sra. Cristiana”, declarou a defesa de Álvaro Garnero.

Nos autos da ação, da qual o g1 teve acesso, o advogado de Arcangeli reafirmou a suposta participação dele na ação.

“Cobrado sobre o assunto, Álvaro desde então passou a esquivar de sua responsabilidade, aduzindo que o investimento teria sido realizado junto à empresa Hibridos, capitaneada por Hélio Caxias Ribeiro Filho. (…) Não é crível pensar que Álvaro é um cliente lesado por Hélio. As provas coligidas levam, salvo melhor entendimento pelas autoridades competentes, a crer que ele teria dois papeis, em tese, na organização: captação de clientes de alvo valor e tickets grandes em favor do esquema criado e auxílio em franquear sua reputação em favor de abrir portas em benefício das estruturas de investimento, como a liberação de limites e questionamentos por corretoras de criptoativos”, disse Pedro Abrahão Júnior.

A empresária Cristiana Arcangeli respondeu à nota de Garnero neste domingo (23):

“Sobre a nota emitida pela defesa do Sr. Álvaro Garnero, tem-se que:

1. O noticiado Álvaro Garnero e sua defesa emitem uma nota com características machistas e misóginas ao tentar associar um relacionamento que terminou 3 anos antes da data do fato e hoje já faz 6 anos;

2. O inquérito policial anterior mencionado pela nota de Álvaro encontra-se ativo e não se confunde com a notícia-crime de agora – que visa a apurar a existência de organização criminosa integrada por Álvaro para lesar pessoas;

3. É muito fácil emitir uma nota irônica estando esquiando nos alpes franceses ao tempo em que as pessoas lesadas pela Hibridos e pela Meu Pé de Bitcoin, em sua maioria, são carentes e perderam todas as suas economias.”

Quem são os envolvidos?

 

Com 51 anos de idade, Álvaro Garnero é filho de Mario Garnero, empresário fundador do grupo Brasilinvest, e neto de Joaquim Monteiro de Carvalho, responsável por trazer ao país empresas como a Volkswagen, a Peugeot e a Moët & Chandon, no início do século.

Nascido em berço de ouro, ele se gaba de já ter dado a volta ao mundo em viagens e fez da diversão um programa de televisão chamado ’50 por 1’, onde percorre vários países do mundo se hospedando em lugares paradisíacos e muito caros.

Além de namorar famosas e modelos deslumbrantes no passado, Garnero é fundador de baladas conhecidas no Brasil pelo público de alta renda, como ‘Café de La Musique’ e ‘Mynt Lounge’ – essa última franquia de boate famosa de Miami, nos Estados Unidos.

Rico e influente, Ganero se orgulha de ter conhecido pessoalmente ex-presidentes dos Estados Unidos como George W. Bush, Bill Clinton e Donald Trump.

No Brasil, vive aparecendo em encontros com membros da família Bolsonaro e até com o próprio presidente da República, sendo, inclusive, um dos convidados do casamento do deputado Eduardo Bolsonaro, em maio de 2019.

Já Cristiana Arcangeli é famosa por participar de realities shows de empreendedorismo no canal Sony e por ser CEO de uma empresas de cosméticos em São Paulo, a Beauty’in.

Formada em odontologia, ela foi fundadora, em 1985, da empresa de cosméticos Phytoervas.

A empresária e apresentadora Cristiana Arcangeli. — Foto: Reprodução/Instagram

A empresária e apresentadora Cristiana Arcangeli. — Foto: Reprodução/Instagram

.

 

.

 

.

 

G1

mais lidas