Siga nossa Redes

Sem categoria

Veja quais são os principais desafios do Corinthians para o clássico contra o líder São Paulo

esportes

Publicado

em

Veja quais são os principais desafios do Corinthians para o clássico contra o líder São Paulo

Mancini terá a semana livre para preparar o time para o jogo de domingo, na Neo Química Arena

 

Corinthians terá a semana livre para treinamentos e tem desafios para o clássico do próximo domingo, contra o São Paulo, na Neo Química Arena, às 18h15, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Entre coisas a melhorar, outras a manter e algumas a começar, o ge lista os desafios de Vagner Mancini para o duelo contra o rival tricolor, líder da competição, em cinco tópicos.

Sistema defensivo

Vagner Mancini tem a missão de consolidar o sistema defensivo do Corinthians. Nos últimos cinco jogos válidos pelo Brasileirão, apenas quatro gols sofridos.

O Timão, invicto há três jogos, tem uma visível melhora de seu sistema defensivo sob o comando do treinador e precisa mantê-la para subir na tabela de classificação.

Por essa manutenção também passa achar a linha de defesa ideal. Recuperado de Covid-19, o recém-chegado Jemerson está liberado para estrear e pode ser usado pelo treinador.

Bruno Méndez e Marllon brigam pela vaga ao lado de Gil na zaga, enquanto Cássio, Fagner, Gil e Fábio Santos são titulares com a posição consolidada.

Jô, Boselli e o substituto…

A equipe vive uma fase de encaixe ainda de seus centroavantes. Jô não marca desde o dia 5 de setembro e, mesmo com moral para ser titular da equipe, vive fase de baixa técnica. Matheus Davó chegou a substituir o centroavante em alguns jogos, fez gol, mas também não empolga.

Jô no CT do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca/Ag. CorinthiansJô no CT do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

 

Jô foi expulso do jogo contra o Fortaleza e não está à disposição para o clássico. Boselli, que seria a opção mais natural, vive fase complicada. O argentino tem contrato com o Corinthians apenas até 31 de dezembro deste ano e não faz parte dos planos do novo presidente Duilio Monteiro Alves.

Mancini, mais uma vez, precisará quebrar a cabeça para encaixar as peças.

E o ataque?

Os artilheiros do Corinthians são Boselli e Luan, com seis gols cada. No Brasileirão, é Jô, com três. No campeonato por pontos corridos, os números do Timão passam longe de empolgar. É um dos times com apenas 25 gols marcados (são 11 times que não passaram dos 29 gols na disputa).

Nos últimos cinco jogos, foram apenas três gols marcados. Fazer com que o ataque funcione diante do atual líder da disputa, será certamente um desafio para Vagner Mancini.

Retrospecto em xeque

O Corinthians ainda não venceu o São Paulo na temporada. Depois de um 0 a 0 no Campeonato Paulista, a equipe tropeçou no primeiro turno do Brasileirão, ao perder fora de casa por 2 a 1. Se não conseguir um resultado positivo no domingo, passará 2020 sem bater o rival.

Para efeito de comparação no ano, contra o Palmeias são dois empates, uma vitória e uma derrota nos quatro jogos (o Timão perdeu a final estadual nos pênaltis para o arquirrival). Contra o Santos, são dois empates e uma vitória.

Jô em ação durante clássico entre Corinthians e São Paulo — Foto: Marcos RibolliJô em ação durante clássico entre Corinthians e São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

 

Retrospecto em casa

Por fim, o retrospecto em casa. Desde o batismo da arena para Neo Química Arena, foram dez partidas: duas vitórias, quatro empates e quatro derrotas. O Corinthians tem sofrido com a falta de apoio da Fiel torcida nas arquibancadas.

Somada a temporada com os jogos antes do batismo, o total é de oito vitórias, oito empates e cinco derrotas. A última vitória em casa foi há mais de um mês, dia 31 de outubro, diante do Internacional. De lá para cá, uma derrota e um empate em casa.

Arena Neo Química antes de Corinthians x Grêmio — Foto: Marcos RibolliArena Neo Química antes de Corinthians x Grêmio — Foto: Marcos Ribolli
Publicidade
Publicidade

mais lidas