Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Santos tenta retomar defesa sólida para sonhar com vaga na Taça Libertadores de 2019

Publicado

em

Santos tenta retomar defesa sólida para sonhar com vaga na Taça Libertadores de 2019

Até a derrota no clássico, time de Cuca tinha média de gols sofridos melhor que a do líder

A derrota por 3 a 2 sobre o Palmeiras, na noite de sábado, em São Paulo, foi um ponto fora da curva no Santos de Cuca. Quem diz são os números que o time apresenta desde que o técnico assumiu a equipe, em agosto deste ano.

Nos 15 jogos anteriores sob o comando de Cuca, o Santos havia sido vazado apenas oito vezes, uma média de 0,5 gol por jogo. Nos 16 jogos do Campeonato Brasileiro antes, o Peixe tinha tomado 20 gols, média de 1,25.

Para efeito de comparação, a melhor defesa do Campeonato Brasileiroé a do Palmeiras, que sofreu 22 gols em 32 jogos, média de 0,69. É exatamente esta a média do Santos hoje, computados os três gols sofridos no clássico.

Como o ataque nunca parou de funcionar – vem de dez gols nos últimos quatro jogos – consertar a defesa é a grande missão do Santos nas seis rodadas que ainda faltam até o fim do Brasileirão.

A próxima partida é contra a Chapecoense, no Pacaembu, no dia 12, uma segunda-feira, com desfaques importantes: Gabigol, Victor Ferraz e Pituca cumprem suspensão.

– Vai ser muito difícil, jogar contra os times que estão brigando contra o rebaixamento é sempre difícil. A gente já estave lá, sabe como é – disse Gabigol.

O Atlético-MG, time com quem o Santos briga por uma vaga na Libertadores, vem numa trajetória descendente no Brasileiro, com três derrotas seguidas, cinco jogos sem vencer. E tem como próximo rival o justamente o Palmeiras, em Belo Horizonte.

Mas Gabriel e Gustavo Henrique, os dois únicos jogadores que deram entrevista depois do clássico contra o Palmeiras, disseram que é hora de o Santos “esquecer o Atlético-MG” e se concentrar em resolver seus próprios problemas.

– O que nós temos que fazer agora é melhorar em relação ao que fizemos no primeiro tempo [quando o Santos sofreu dois gols] e manter o que fizemos no segundo – analisou Gustavo Henrique depois da derrota em São Paulo.

mais lidas