Diário de São Paulo
Siga-nos

Senado pode votar a criação do dia para homenagear as tradições de matriz africana

Imagem Senado pode votar a criação do dia para homenagear as tradições de matriz africana

Publicado em 20/06/2022, às 00h00 - Atualizado às 18h57 Redação


O Senado pode votar nesta terça-feira (21) o projeto de lei complementar (PLC 69/2018) para a criação do Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé no calendário nacional. 

De acordo com a agência Senado, a PLC determina que a ocasião seja comemorada anualmente no dia 21 de março.

O senador Paulo Paim (PT– RS) explicou que a escolha data partiu da Organização das Nações Unidas (ONU) para estabelecer o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Em virtude desta iniciativa, os senadores concordaram que 21 de março é o dia adequado para a celebração das culturas africanas e para homenagear suas principais figuras religiosas.

O contexto também tem como objetivo relembra o massacre de 69 pessoas negras que protestavam pacificamente contra o regime de segregação racial na África do Sul, em 1960.

A pauta do plenário nesta semana também inclui diversos projetos, como o que cria a Semana Nacional de Conscientização sobre o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade – TDAH (PL 4254/2019), e premiações a educadores que se destacarem por seus trabalhos nas redes de ensino e outras instituições (PRS 12/2019). 

Compartilhe