Diário de São Paulo
Siga-nos

Policiais e secretários de Cotia são alvos de operação suspeitos de corrupção e crime ambiental em área de preservação na Grande SP

Imagem Policiais e secretários de Cotia são alvos de operação suspeitos de corrupção e crime ambiental em área de preservação na Grande SP

Publicado em 24/06/2022, às 00h00 - Atualizado às 08h20 Redação


O Ministério Público de São Paulo realiza nesta sexta-feira (24) uma operação contra um esquema de crime ambientale corrupção em uma área de proteção em Cotia, na Grande São Paulo.

Entre os alvos, estão um policial militar ambiental de Cotia e um policial civilde Embu das Artes, além dos secretários de Meio Ambiente, e Habitação e o de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de Cotia.

Ao todo, são cumpridos 15 mandados de prisão preventiva e 19 de busca e apreensão.

Até as 7h30, cerca de R$ 200 mil já tinham sido apreendidos durante as buscas.

Eles são suspeitos de receber propina para alertar sobre operações e deixar de investigar as pessoas responsáveis por desmatar e lotear a área.

A investigação é o desdobramento da Flashback, que em 2019 prendeu integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

A área, conhecida como Parque das Nascentes, foi doada pelo Dersa à Prefeitura de Cotiacomo compensação ambiental durante a construção do trecho oeste do Rodoanel.

Trata-se de uma APP (Área de Proteção Permanente) com vegetação da Mata Atlânticae 13 nascentes.

O desmatamento começou em 2019 e se intensificou durante a pandemia.

Os invasores derrubam as árvores e fazem um loteamento clandestino. Os terrenos são vendidos por cerca de R$ 20 mil.

g1
Compartilhe