Diário de São Paulo
Siga-nos

Resenha com o Kascão: “Momento crucial de usar os elencos”

Imagem Resenha com o Kascão: “Momento crucial de usar os elencos”

Publicado em 27/06/2022, às 00h00 - Atualizado às 07h35 Redação


O futebol brasileiro está vivendo um divisor de águas importante na temporada. Em plena disputa do Brasileirão os clubes estão acumulando jogos decisivos em outros torneios, como a Copa do Brasil, Libertadores e Copa Sul-Americana. A sequência de jogos complicados está sendo tão intensa que os técnicos já estão tendo que lidar com isso nas escalações durante os jogos. A utilização do elenco por completo está se fazendo necessária. Veja o caso do Corinthians, que usou um time totalmente alternativo no clássico diante do Santos. Tirando o Cássio, Du Queiroz e Mantuan, o restante seria praticamente reserva. Isso porque nesta terça o Timão encara o Boca Juniors pelas oitavas da Libertadores. Já o Peixe encara o Deportivo Táchira na Venezuela pela ‘Sula’. Em campo o jogo foi sem graça e sem gols. Decepção para os milhares de torcedores corintianos em Itaquera. Ficou evidente que falta qualidade de ambos os elencos.

Em Minas o Galo também optou por escalar reservas diante do Fortaleza, penúltimo colocado no Brasileirão. Não à toa vinha perdendo por 2 a 0 e só conseguiu a virada graças a entrada de alguns titulares e também um pouquinho da ajuda do ‘VAR’. Afinal o lance do último gol foi bem polêmico, hein? A comissão técnica mineira quis descansar a equipe principal para o jogo de terça contra o Emelec no Equador. Louvável! Afinal é Libertadores! Mas que sorte que deu certo, viu?

Outro que está em plena disputa de TUDO é o Palmeiras! O líder do Brasileirão escolheu mandar a campo os reservas (com exceção do Weverton, Gomez – que não sai NUNCA – e Zé Rafael) e empatou com o modesto Avaí…2 a 2. Verdão que pega o Cerro Porteño no Paraguai na quarta. Será que o Abel se arrependeu do mistão? Sei lá, fato é que pra mim o Palmeiras tem o melhor elenco do País. Já Dorival Junior usou sim suas principais estrelas desde o início e graças a elas o Flamengo venceu o América por 3 a 0. O que é o mais correto a se fazer? Difícil afirmar. Os treinadores ganham bem pra decidir isso, mas é fato que a cada dia que passa os dirigentes precisam planejar melhor seus elencos.

O cara é bissexual, e daí?

O ex-jogador Richarlyson veio a público na última semana assumir sua bissexualidade. Fez isso em um dos canais do Grupo Globo. Sendo bem sincero isso não foi novidade pra ninguém, mas o que mais me desperta estranheza é o impacto que esse tipo de notícia ainda causa nas pessoas. O que interessa a vida pessoal dos outros? Porque gera tantos cliques em sites? Lembro que na época em que ainda jogava profissionalmente todo mundo falava que ele só não se assumia para não se prejudicar nos clubes. Eu já achava absurdo. Afinal como pensar que a sexualidade do jogador pode definir seu futuro no time? Isso estaria acima da qualidade do seu desempenho como atleta? Patético alguém pensar assim. Mas conhecendo nossos dirigentes infelizmente isso é bem possível.

Compartilhe