Diário de São Paulo
Siga-nos

Ministro diz que milionários russos devem ajudar na reconstrução da Ucrânia

Imagem Ministro diz que milionários russos devem ajudar na reconstrução da Ucrânia

Publicado em 04/07/2022, às 00h00 - Atualizado às 14h06 Redação


O primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmygal, disse nessa segunda-feira (04) que os cidadãos russos ricos devem ajudar a pagar a conta da reconstrução das cidades ucranianas. Estima-se que os ativos russos congelados valem de US$ 300 a US$ 500 bilhões. Todavia, o custo da reconstrução após a invasão da Rússia pode chegar a 750 bilhões de dólares.

“Acreditamos que a principal fonte de recuperação deve ser os ativos confiscados da Rússiae dos oligarcas russos“, disse ele em uma conferência na cidade suíça de Lugano.

“As autoridades russas desencadearam essa guerrasangrenta. Eles causaram essa destruição maciça e devem ser responsabilizados por isso.”, acrescentou.

As opiniões de Shmygal foram ecoadas pela secretária de Relações Exteriores britânica, Liz Truss, ao dizer que a Russia precisa pagar pelos danos causados por sua “guerra terrível”, enquanto Kyiv também precisa de ajuda para reconstruir sua economia abalada.

“Ao mesmo tempo, estamos fazendo o que podemos para reiniciar a economia ucraniana – retirando essas exportações de grãos de Odesa, garantindo que estamos apoiando a indústria e os negócios ucranianos para continuar”, disse Truss à agência Reuters durante a conferência.

Ainda sobre a Conferência de Recuperação da Ucrânia, a presidente da Comissão Europeia, Usula Von Der Leyen, disse que a União Europeia estabelecerá uma central para coordenar os esforços de reconstrução e também ajudará a consolidar o status da Ucrânia como candidata à adesão à UE. A plataforma mapeará as necessidades de investimento e os recursos do canal, disse von der Leyen.

“Desde o início da guerra, a União Europeia mobilizou cerca de 6,2 bilhõesde euros (US$ 6,48 bilhões) em apoio financeiro“, disse von der Leyen. “E… mais virão. Vamos nos engajar substancialmente na reconstrução de médio e longo prazo.”

Volodymyr Zelenskiy, o presidente da Ucrânia, elogiou os esforços de reconstrução.

Compartilhe